Reitor da UniRV, Professor Tatão entrega moderno prédio do Câmpus Goianésia

Com cerca de sete mil acadêmicos, Universidade de Rio Verde é apontada como referência de boa gestão e democratização do ensino de qualidade

Foto: Reprodução

O Reitor da Universidade de Rio Verde (UniRV), Sebastião Lázaro Pereira, o Professor Tatão, inaugura o novo prédio do Câmpus Goianésia nesta sexta-feira, 14, às 15h30, em solenidade com a presença do governador Ronaldo Caiado (DEM), autoridades e toda a administração superior e diretores dos cursos. Com investimento superior a R$ 7 milhões, a unidade ganhou uma estrutura moderna e espaço adequado para que o curso de Medicina ofereça infraestrutura de qualidade aos acadêmicos.

“Com a conclusão da obra, temos a possibilidade de aumentar o número de vagas, bem como contribuir com o desenvolvimento social do município e região, por meio dos projetos sociais desenvolvidos gratuitamente pela UniRV”, afirmou Tatão.

O novo prédio possui uma área de mais de 5 mil m², localizada no km 02 da rodovia GO 438, sentido município de Santa Rita do Novo Destino, local de fácil acesso e em uma área privilegiada. O câmpus possui 10 salas de aula com capacidade para mais de 600 alunos, 10 salas de tutoria, administração, laboratórios de informática e de habilidades médicas, biblioteca, quadras, auditório e estacionamento com 500 vagas, além da área de preservação ambiental.

A UniRV consolidou-se, nos últimos anos, como uma Universidade de grande porte, além de ser apontada como referência de boa gestão e democratização do ensino de qualidade. Segundo o reitor, o sucesso é fruto do trabalho sério e de qualidade que é desenvolvido pela administração superior, docentes, servidores técnicos-administrativos e acadêmicos, e que tem se revertido em credibilidade acadêmico-científica junto à sociedade.

De acordo com o reitor, a ideia de expandir a UniRV para diversos municipios goianos surgiu a partir da necessidade de desconcentrar o ensino médico da capital do Estado. “A Universidade de Rio Verde começou esse processo por Aparecida de Goiânia, que, apesar de ter 600 mil habitantes, não ofertava o Curso de Medicina. Depois fomos para Goianésia e Formosa. Assim, buscamos tecer uma capilaridade do ensino médico aqui em Goiás”, assinalou Tatão.

Reitor da Universidade de Rio Verde (UniRV), Sebastião Lázaro Pereira, o Professor Tatão | Foto: Reprodução

Vestibular

Na segunda-feira, 17, o Câmpus Goianésia realiza o Vestibular de Medicina 2019/2. Foram 1.300 inscritos de 16 estados, uma concorrência de 21 por vaga. Os estados com maior número de inscritos foram: Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Minas Gerais e Tocantins. As avaliações terão início às 14h, e os portões dos prédios serão abertos às 12h. O processo seletivo será encerrado às 18h, e os candidatos só poderão deixar o local de prova a partir das 17h45. Para aqueles que tiveram suas solicitações de condições especiais acatadas, as avaliações terminarão às 19h.

A oferta do curso é apontada como um fator de desenvolvimento para as cidades contempladas com unidades de ensino superior. “O aluno de Medicina, por exemplo, gera dois ou três empregos na cidade onde ele se instala. Esses estudantes vão morar cerca de seis anos na cidade e isso movimento os setores de comércio e fomenta odesenvolvimento dos municipios  que recebem um câmpus da UniRV”, explica o reitor.

História de sucesso

A Universidade  foi fundada no ano de 1973 e hoje é uma das principais Instituições de Ensino Superior do Estado de Goiás. Já foi chamada de Fafi (Faculdade de Filosofia), Furv (Fundação Universitária de Rio Verde), em março de 1973 passou a ser FESURV (Fundação do Ensino Superior de Rio Verde) e no dia 24 de fevereiro de 2003, por meio da Lei nº 4.541, foi criada a Universidade de Rio Verde – UniRV.

Além do câmpus Administrativo, instalado em uma área de 62 alqueires e mais um Câmpus em Rio Verde (Centro de Negócios), a UniRV também está presente nas cidades de Aparecida de Goiânia, Caiapônia, Goianésia e Formosa. Hoje são cerca de sete mil acadêmicos frequentando um dos 34 cursos de graduação oferecidos em quatro grandes áreas: Ciências Humanas e Sociais; Ciências Exatas e Engenharias; Ciências Biológicas e da Saúde e Ciências Agrárias, 11 cursos de curta duração e 15 cursos de pós-graduação.

Para o próximo ano, a UniRV estuda a instalação de câmpus em outros municípios. “Estamos tendo conversas nesse sentido para o próximo ano, mas não falarei em qual município goiano poderemos ter um novo câmpus para não estragar a surpresa”, disse o Reitor da UniRV, Professor Tatão.

Responsabilidade Social

Segundo a UniRV, ao ingressar em um dos cursos da Universidade, o acadêmico tem a oportunidade de se envolver em projetos de extensão e projetos sociais ou ambientais institucionais que contribuem com o aprimoramento dos acadêmicos, além de auxiliarem na melhoria da qualidade de vida da população.

Serviços prestados a comunidade por mês – Ano base 2018:

Academia de educação física – 17755 atendimentos

Clínica Escola de Fisioterapia – 1000 atendimentos

Clínica Escola de Medicina (Aparecida) – 341 atendimentos

Clínica Escola de Medicina (Goianésia) – 400 atendimentos

Clínica Escola de Medicina (Rio Verde) – 2000 atendimentos

Clínica Escola de Medicina Veterinária – 150 atendimentos

Clínica Escola Odontologia – 2911 atendimentos

Clínica Escola de Psicologia – 141 atendimentos

Farmácia Escola – 121 atendimentos

Núcleo de Prática Jurídica (Caiapônia) – 60 atendimentos

Núcleo de Prática Jurídica (Rio Verde) – 173 atendimentos

Programa Saúde na Roça – 150 mil atendimentos

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.