Reitor da UFG garante que atividades voltarão ao normal na próxima segunda

Paralisados desde o primeiro semestre, professores e técnicos administrativos retomarão os trabalhos a partir da próxima segunda-feira

| Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Orlando também disse que calendários acadêmicos das quatro unidades da UFG devem ser específicos | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), professor Orlando Afonso Valle do Amaral, garante que, apesar da possível elaboração de quatro calendários distintos, uma para cada regional (Goiânia, Catalão, Cidade de Goiás e Jataí), a Universidade como um todo retomará as atividades a partir da próxima semana, ou na pior hipótese, no dia 12 deste mês.

Paralisados há mais de 60 dias, os professores decidiram pelo fim da greve na tarde da última terça-feira (29/9), após concordarem em assembleia que o movimento cumpriu seus objetivos “até onde foi possível”. A reivindicação dos professores era que o reajuste fosse pago em dois anos, além da suspensão do calendário acadêmico.

Os servidores técnico-administrativos, que estavam em greve desde 28 de maio, também devem voltar às suas atividades na semana que vem. De acordo com o reitor, a universidade funciona em vários cenários, ou seja, as regionais Goiânia (que compreende a capital e Aparecida de Goiânia), Jataí, Catalão e Goiás terão suas especificidades consideradas para elaboração de calendário de reposição de aulas.

Segundo Orlando Amaral, a dinâmica dos movimentos grevistas em cada regional foi diferente. “Em Goiânia e em todas regionais, a greve dos técnicos se iniciou no dia 28 de maio e seu deu de forma uniforme, embora não de forma integral”, disse ele.

Na regional Goiás, por exemplo, a greve se iniciou no primeiro semestre e, em Jataí, a adesão dos professores ocorreu de forma gradativa. “A complicação toda é que haverá calendário diferenciado de reposição de aulas. porém na próxima semana, haverá uma reunião com os coordenadores de cursos de todas as regionais para saber como administrar o calendário”, completa.

Deixe um comentário