Primeiro-ministro britânico, Boris Johnson afirmou na cúpula do G-7 que verba deve ser liberada imediatamente

Foto: EOSDIS / NASA

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, prometeu R$ 50,5 milhões em recursos para a Amazônia, em comunicado apresentado pelo governo britânico no G-7. De acordo com a nota, o recurso deve ser liberado imediatamente.

 “Em uma semana em que todos nós vimos, horrorizados, como a selva amazônica arde diante de nossos olhos, não podemos escapar da realidade do dano que estamos infligindo à natureza”, disse Johnson.

O número de focos de incêndios registrados no País entre 1.º de janeiro e 24 de agosto foi o maior dos últimos sete anos para o período. Segundo o Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram 79.513 focos, o que representa um aumento de 82% com relação ao mesmo período do ano passado. (Com informações da AFP)