Registro de acidentes e mortes em rodovias goianas tem redução

Acidentes fatais diminuíram 75% em dois anos. A redução das ocorrências foi constatada no mesmo período em que os radares móveis deixaram de funcionar, demonstrando a ineficiência do modelo de fiscalização

Registro de acidentes com mortes em rodovias goianos apresentaram uma redução de 75% na comparação entre os primeiros semestres de 2018, 2019 e 2020. Os dados são policiamento rodoviário (CPR) e apontam ainda uma queda de 30% nos acidentes sem vítimas.

A redução no caso de acidentes e de vítimas nas estradas demonstradas pelos dados do CPR,  ocorre no período após a retirada de radares móveis no Estado de Goiás, o que relaciona a uma ineficiência dos equipamentos, que por anos foram apontados como “indústria da multa” e que não tinham finalidade educativa.

De acordo com os dados repassados pelo CPR, no  primeiro semestre de 2018 foram 442 mortes provocadas por acidentes nas rodovias goianas. Neste ano, caiu para 109. 

Quando se fala em acidentes com feridos, 2018 foram 886 ocorrências. Já em 2020 esse registro caiu para 756. Em casos de acidentes sem nenhuma vítima a queda foi de 30% nos últimos dois anos: caiu de 294 para 204.

Radares

A retirada dos radares móveis das estradas de Goiás foi anunciada no dia 24 de Janeiro de 2019 pelo governador Ronaldo Caiado (DEM). Ao todo foram 54 equipamentos que eram utilizados pelo Batalhão Rodoviário da Polícia Militar deixaram de operar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.