Regionalização do atendimento e aumento de leitos de UTIs são destaques em balanço do governo

Unidades de Terapia Intensiva passaram de 254 em três municípios para 660 em 20 cidades. Hospital da Criança e do Adolescente e quitação de dívida com municípios também foram destacados

Governo faz balanço de investimentos na saúde. | Foto: divulgação

O governo divulgou balanço dos investimentos na saúde nos três últimos anos. Em meio à pandemia de Covid-19, o destaque foi para o aumento no número de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e para a regionalização do atendimento no estado. Outro ponto exaltado pela Administração foi a quitação das dívidas com os municípios.

Em 2019, apenas três municípios goianos tinham leitos de UTIs. Eram um total de 254 instaladas. Com a pandemia, entre 2020 e 2021, o número passou para 660 leitos que beneficiam 20 municípios.

O titular da Secretaria de Estado da Saúde exaltou a proximidade do serviço para o cidadão. “A regionalização da saúde em nosso Estado é uma forma de diminuir as distâncias e dar dignidade para o cidadão do interior do nosso Estado”, afirmou Ismael Alexandrino.

Os repasses de verbas destinadas à saúde dos municípios foram regularizados. Nos últimos três anos, foram pagos cerca de R$643,6 milhões. Uma quantia de R$139,9 milhões foi referente ao repasse extraordinário, feito em dezembro de 2020, por conta da pandemia.

Além disso, obras paralisadas foram retomadas. O Hospital do Centro-Norte Goiano, em Uruaçu, foi concluído e está em funcionamento. Já o Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás teve o processo de licitação retomado.

A instituição do Hospital da Criança e do Adolescente (Hecad) também foi destaque. O governo adquiriu o prédio do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo) pelo valor de R$ 128,8 milhões para construção da base pediátrica. O local está em fase final de estruturação para entrar em atividade nos próximos dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.