Região de Caldas Novas passa a contar com Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista

Ao lado de Rio Quente, ambos os municípios recebem anualmente 5 milhões de visitantes e movimentam, nesse período, cerca de R$ 1,5 bilhão

Parques aquáticos de Caldas Novas e Rio Quente recebem milhares de turistas e movimentam quase 50% do faturamento de todo o setor no Estado | Foto: Reprodução

O Governo de Goiás anunciou na última quarta-feira, 25, a criação da primeira Delegacia Especializada no Atendimento ao Turista em Goiás (Detur), que vai atender os municípios de Caldas Novas e Rio Quente.

A nova unidade, implantada pelo governador Ronaldo Caiado, com a sanção da Lei 20.909, é estratégica para um dos maiores polos de turismo do Brasil, que recebe anualmente cerca de 5 milhões de visitantes vindos de todo o País, por conta de suas piscinas de águas termais.

O anúncio da criação da especializada ocorreu em cerimônia no Palácio das Esmeraldas, com a presença da presidente da coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, de auxiliares do governo e de autoridades dos municípios de Caldas Novas e Rio Quente.

O secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, ressaltou que a Detur seguirá os eixos de atuação determinados pelo governador Ronaldo Caiado para todas as forças policiais. “Trabalhamos tanto na capacitação quanto na especialização dos nossos profissionais. Não adianta só contratar profissionais, porque uma hora essa conta não fecha. Então, a gente investe muito na qualificação, como está ocorrendo com essa nova unidade”, pontuou.

A especializada vai investigar as infrações penais em que a vítima é turista, à exceção de crimes de homicídio. “Também vamos fazer serviço preventivo e educativo junto ao setor hoteleiro”, informou o delegado regional de Caldas Novas, Gustavo Ferreira. Para o delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares, a Detur vai personalizar e melhorar o atendimento que já é feito pela instituição. “Queremos exercer todas as suas atribuições da melhor forma possível. Não queremos que ocorra nada com o turista, mas acontecendo, ele será muito bem recebido e atendido”, reforçou.

A delegacia vai funcionar no complexo da Polícia Civil de Caldas Novas. Inicialmente terá como integrantes um delegado, um agente de polícia e um escrivão. A escolha do município para sediar a delegacia é pela representatividade que Caldas Novas e Rio Quente têm no turismo em Goiás. As duas cidades juntas movimentam cerca de 50% do faturamento de todo o setor no Estado, cerca de R$ 1,5 bilhão anuais. E um detalhe importante, a atração de visitantes é de extrema importância para a economia goiana, já que gera 18 mil empregos diretos e indiretos.

Secretário de Turismo, Fabrício Amaral | Foto: Lívia Barbosa/ Jornal Opção

Segundo o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, a criação da delegacia especializada é um trabalho de Estado emblemático, que fará diferença justamente pelo quantidade de viajantes que os municípios recebem. “Será uma instituição para atender bem as pessoas, dar celeridade aos procedimentos e um recado para que os turistas voltem”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.