“Reforma da Previdência é uma bomba para o trabalhador”, diz Elias Vaz

Deputado considera que Planalto está jogando responsabilidade da crise orçamentária que vive o país em cima dos contribuintes

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado federal Elias Vaz (PSB) publicou em suas redes sociais vídeos em que critica a Reforma da Previdência entregue por Jair Bolsonaro (PSL) no Congresso Nacional na manhã de quarta-feira, 20. Para o goiano, a proposta “é uma bomba para o trabalhador”.

O pessebista destaca que o maior problema visto por ele no texto é o que foi alterado para os trabalhadores rurais. “Antes se ele comprovasse que trabalhou por 15 anos no campo, e tivesse a mulher 55 anos e o homem, 60, aposentava. Agora, além da idade ter sido igualada para 60, eles terão que provar que contribuíram por 20 anos”, detalha.

Para Elias, isso só fará com que essa categoria não se aposente, porque, logicamente, não terão contribuído. “Eles não vão dar conta de comprovar isso, porque nunca tiveram que contribuir e não vão se aposentar”, explica.

Ele também reclamou das mudanças para os professores, que terão que ter o mínimo de contribuição de 30 anos e 60 anos de idade, tanto homens quanto mulheres. Além disso, as pensões em caso de morte de cônjuge contribuinte não serão passadas em sua integralidade aos beneficiados, mas em 50% do valor – o que Elias considerou absurdo.

“Estão jogando a bagunça que estamos vivendo com a situação orçamentária nas costas dos trabalhadores, enquanto grandes empresas devem mais de R$ 400 milhões para o Estado e só em benefícios fiscais em 2018 foram gastos R$ 300 bilhões”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.