Reforma da Previdência deve ser votada no 1º semestre de 2019

Futuro ministro da Previdência Social e Trabalho diz que sistema está falido

Foto: Reprodução

O deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para assumir a Secretaria de Previdência Social e Trabalho, afirmou nesta quarta-feira, 12, que é preciso “salvar” o sistema atual porque ele está “falido”. O futuro ministro que a meta é votar as mudanças no sistema atual ainda no primeiro semestre de 2019.

Marinho disse ainda que a capitalização do sistema de Previdência – ou a criação de contas individuais para cada segurado – deve ser adotada para quem estiver entrando no mercado de trabalho. “Evidente que esse novo modelo vai atingir as gerações futuras, aqueles que ainda não ingressaram no mercado de trabalho. O que há de mais emergencial nesse momento é trabalharmos o modelo que nós temos”, explicou o deputado.

Ele informou que está participando de reuniões com a equipe de transição e técnicos de variadas origens. “[Eles] já estão há mais de 40 dias debruçados sobre o tema para que a partir de 1º de janeiro a população brasileira possa ser informada a respeito de que forma nós iremos tocar essa mudança na Previdência.” (Com informações de Câmara Notícias)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

marcos de souza

ELE DEVERIA COMEÇAR CORTADO A APOSENTADORIA DE DEPTADO SENADOR PREFEITO VERIADOR GOVERNADOR ELES NAO CONTRIBUIM NADA ENTASO NAO PODERIAM RECEBER DA PREVDENCIA