Referência a Bolsonaro em dublagem de Brooklyn Nine-Nine gera controvérsia

Pelo Twitter o canal TNT se comprometeu a “entregar os futuros episódios com a tradução mais próxima da versão original”

Foto: Reprodução

A dublagem da sitcom “Brooklyn Nine-Nine”, feita pelo estúdio Audio Corp, levantou controvérsia com seu quarto episódio da quinta temporada, exibido neste sábado (9). Na versão brasileira o personagem Charles Boyle faz alusões ao presidente Jair Bolsonaro e seu eleitorado.

O detetive Charles Boyle repete frases e termos associados a Bolsonaro, como “é melhor já ir se acostumando” e “minion” (em referência ao neologismo “bolsominion”, usado para se referir pejorativamente ao seu eleitorado). Em original, o detetive diz a palavra “tramp” (vagabundo), que tem a sonoridade semelhante a “Trump” e pode ter gerado o trocadilho.

Um dos criadores da série, Dan Goor, expressou surpresa em seu Twitter e afirmou estar “tentando chegar ao fundo disso”. Nesta terça-feira (12) o canal TNT, que exibe a série, pediu desculpas aos fãs e afirmou que revisará e corrigirá a dublagem. Entretanto, o canal e o estúdio Audio Corp não esclareceram a intenção original dos termos usados.

Confira a comparação entre a versão original e a brasileira:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.