Recursos da Cultura devem ser investidos em música sertaneja, diz Bolsonaro

O presidenciável do PSL também não surpreendeu com as declarações polêmicas ao responder perguntas sobre o incêndio do Museu Nacional

Foto: divulgação

O deputado federal e candidato a presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL) esteve em Brasília nesta terça-feira (4) e foi questionado por jornalistas sobre o incêndio que atingiu o Museu Nacional no último domingo (2) no Rio de Janeiro. Como resposta, o candidato não poupou e disse “Já pegou fogo. Quer que faça o quê? Meu nome é Messias, mas não tenho como fazer milagres”.

Após as declarações polêmicas o presidenciável, então, também respondeu quais seriam suas propostas para evitar novas perdas de patrimônios históricos no Brasil. Porém, ele desprezou a real importância do fato e respondeu apenas que “Se não tem dinheiro, paciência. Dinheiro para Queermuseum, aquele negócio de homem nu para criança tocar não falta. Para escrever a vida do José Dirceu também não falta da Lei Rouanet”.

Bolsonaro ainda afirmou que, caso seja eleito presidente, não deve eliminar recursos para a Cultura, mas que priorizará a “cultura raiz”.

“A cultura é importante. Eu quero saber de cultura, a cultura raiz. Recursos, sim, via Lei Rouanet, para artista que está iniciando a carreira, música caipira, sertaneja, é por aí… Não é para esses globalistas ficarem mamando nana nossa teta não”, declarou o candidato.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Leandro

Fake news! Ele não disse isso. Posta o vídeo aê!

Anderson

Fake!!