Recuo do PDT pode ameaçar votação da PEC dos precatórios

Líderes do partido se reuniram na noite desta segunda-feira, 8, para o alinhamento da votação de hoje 

PDT muda e decide votar contra a PEC dos precatórios | Foto: divulgação

O Palácio do Planalto está confiante na aprovação em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios. A votação está prevista para esta terça-feira (9). Porém, deputados do PDT que votaram a favor da PEC se reuniram na noite desta segunda-feira, 8, para alinhar uma posição na votação de segundo turno na Câmara. Na primeira votação, 15 dos 24 representantes da sigla votaram a favor do texto.

O líder do partido na Casa, Wolney Queiroz (PE), participou do encontro e anunciou nas redes sociais que o PDT agora vai orientar seus deputados a votarem contra o texto. “A decisão se deu em nome da preservação da nossa unidade partidária”, disse. No primeiro turno, Wolney orientou a bancada a aprovar a proposta.

O PDT passou por uma crise pública após apoiar a proposta governista. Ciro Gomes, escolhido pela legenda para disputar a Presidência em 2022, anunciou nas redes sociais a suspensão da pré-candidatura enquanto a sigla não mudasse a posição sobre o texto. O presidente nacional do partido, Carlos Lupi, declarou que os votos favoráveis “maculam” a imagem do partido como oposição e trabalhou para reverter a posição.

A proposta muda o teto de gastos públicos e posterga uma parcela do pagamento de precatórios no próximo ano, viabilizando, entre outras despesas, o pagamento do Auxílio Brasil de R$ 400.

Fonte: Estadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.