Reciclagem de plástico no Brasil cresceu 8,5% em 2019

Resultado é calculado com divisão da quantidade de plástico pós-consumo reciclado pelo volume de plástico pós-consumo gerado

O índice de reciclagem dos plásticos pós-consumo no país ficou em 24% em 2019, um crescimento de 8,5% em comparação ao ano anterior. Os dados fazem parte do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast).

Plástico pós-consumo é o material plástico descartado em domicílios residenciais e em locais como shoppings centers, estabelecimentos comerciais e escritórios.

O resultado é calculado com a divisão da quantidade de plástico pós-consumo reciclado pelo volume de plástico pós-consumo gerado.

Conforme o estudo, em 2019, último ano com dados consolidados, foram produzidas 838 mil toneladas de plásticos reciclados. A Região Sudeste é responsável por 51,6% da produção com 464 mil toneladas, seguida pela Região Sul com 226 mil toneladas, Nordeste com 94 mil toneladas, Centro-Oeste com 40 mil toneladas e Norte, com 12 mil toneladas.

“Sabemos que temos um longo caminho ainda que pode ser explorado pelo segmento de reciclagem de plásticos pós-consumo, entretanto, o crescimento dos índices mostra que estamos no caminho certo. Quando olhamos outros países da União Europeia ou mesmo os Estados Unidos vemos que, na comparação com a reciclagem mecânica, o Brasil vai muito bem”, disse Solange Stumpf, sócia da MaxiQuim, que conduziu o estudo.

(Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.