Recém-nomeado, presidente da Agetul convocado não vai à Câmara e remarca encontro

Reunião estava agendada para esta quinta-feira, 27, mas Urias Júnior pediu mais tempo para que pudesse ficar a par da situação

Foto: Reprodução

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Goiânia convocou o novo presidente da Agência Municipal De Turismo Eventos E Lazer (Agetul), Urias Júnior, para prestar esclarecimentos sobre a reabertura do parque Mutirama, fechado desde 2017.

O presidente, entretanto, pediu o adiamento da reunião, conforme informou ao Jornal Opção a vereadora Sabrina Garcez (sem partido). “Ele pediu para o vereador Oséias me ligar logo pela manhã, solicitando que viesse na sexta-feira, à tarde, porque ele está tomando pé da situação e não poderia contribuir com muita coisa”.

De acordo com a vereadora, a CCJ decidiu que fará uma vistoria no parque na próxima sexta-feira, 28. “Os laudos têm que ser entregues até amanhã no Ministério Público, então se eles forem entregues de manhã, à tarde nós estaremos lá no Mutirama para verificar realmente se existem ou não condições de o parque ser reaberto”, afirmou.

Sabrina reiterou que o Ministério Público está exigindo toda a documentação, e, caso não seja entregue, o parque não será reaberto, sob decisão judicial.

“Não tem laudo, não tem documento, e reabrir o Mutirama com um, dois, três, quatro brinquedos, não tem justificativa , temos que ver qual o intuito da prefeitura de Goiânia, nosso intuito é garantir que o Mutirama reabra, que reabra com todas as atrações, que consiga ser esse espaço de lazer para as nossas crianças, mas claro, respeitando as medidas de segurança”, declarou.

Em relação à situação dos permissionários do Mutirama, a vereadora disse que foi sugerido ao prefeito Íris Rezende (MDB), inclusive ao líder do governo, que fossem dadas as autorizações, porque, segundo ela, “é um termo precário com tempo de validade para que a licitação pudesse transcorrer”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.