Raquel Teixeira: “Temos urgência em viabilizar a criação da Companhia de Balé de Goiás”

Projeto que vai incorporar a Quasar Cia de Dança à Seduce é uma vontade antiga do governo, que pretende viabilizar trâmite legal ainda este ano

Quasar se despede, ainda que momentaneamente, do público | Foto: Layza Vasconcelos / Reprodução Facebook

Quasar anunciou recentemente que pode paralisar atividades por falta de verba | Foto: Layza Vasconcelos / Reprodução Facebook

Larissa Quixabeira
De São Paulo

Enquanto muita gente foi pega de surpresa pela declaração da Quasar Cia de Dança na semana passada, de que poderiam paralisar as atividades por falta de verba, o governo de Goiás já pensava em uma maneira de incorporar a estrutura da companhia à Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce).

A afirmação é da chefe da pasta, Raquel Teixeira, que disse já ter apresentado a proposta ao governador Marconi Perillo (PSDB) ainda no ano passado e completou que existe “urgência” na implementação do projeto.

“Esse assunto estourou nesta última semana, mas desde o ano passado, eu já tinha feito essa proposta ao governador, da criação da Companhia de Balé de Goiás e para que encampássemos a incorporação da Quasar ao projeto. E ele imediatamente adorou a ideia.”

Segundo a secretária, em um primeiro momento, o projeto pretendia que a Companhia de Balé e a Orquestra Filarmônica do Estado de Goiás fossem geridas por uma Organização Social o que, segundo ela, já foi descartado.

Ao Jornal Opção, a secretaria contou que vê uma abertura de ambas as partes para que a proposta seja viabilizada.  “Agora nossos esforços estão voltados para a elaboração do projeto de lei ou medida provisória, estamos procurando o melhor caminho jurídico e legislativo para viabilizar o quanto antes a questão da criação de cargos no âmbito da Seduce. Temos urgência nessa questão”, disse Raquel Teixeira.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.