Raquel Teixeira adianta lançamento de programa do MEC de ampliação da educação integral

Secretária falou sobre o projeto durante I Seminário de Educação Integral em Tempo Integral em Goiás, que teve fim nesta quarta-feira na cidade de Pirenópolis

Divulgação/Seduce

Divulgação/Seduce

A secretária Raquel Teixeira adiantou que o Ministério da Educação (Mec) vai lançar até o fim do mês um programa de ampliação da educação integral em todos os estados.Segundo a auxiliar, a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) já prepara o andamento deste projeto que vai beneficiar 30 escolas do Ensino Médio (EM) com a ampliação da carga horária.

A informação foi concedida durante o I Seminário de Educação Integral em Tempo Integral em Goiás, promovido pela Seduce em parceria com o Instituto Ayrton Senna, e que foi encerrado nesta quarta-feira (14/9), na cidade de Pirenópolis.

Nos dois dias de evento, os 600 gestores e professores das equipes pedagógicas da rede pública estadual de ensino assistiram palestras com os mais renomados especialistas em educação do País. O empenho dos profissionais que cumpriram uma extensa agenda, de até três turnos como aconteceu na terça-feira, foi elogiado pela superintendente de Ensino Fundamental da Seduce, Márcia Antunes que avaliou como satisfatórios os resultados do Seminário.

“O objetivo era trazer uma discussão sobre a educação integral e nós tivemos um saldo positivo. Estamos felizes de ter atingido um grande número de participantes, e satisfeitos porque tofos se desdobraram para assistir às palestras”, destacou.

A secretária Raquel Teixeira também fez um balanço do evento e considerou extremamente positivos os resultados alcançados. Em entrevista, a secretária enfatizou que existem evidências científicas de que bons projetos de extensão da carga horária só têm a agregar à educação do Brasil.

“Desde que essa permanência seja estruturada, e que introduza não apenas reforço escolar das matérias obrigatórias e básicas de português e matemática, mas que introduza experiências de vivência, de projeto de vida, de protagonismo, de como lidar com conflitos. Isso, com certeza, faz a diferença na formação do ser humano e o prepara para os desafios do século XXI”, disse Raquel Teixeira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.