Quem são os novos players da política goiana após as eleições de 2018

Ronaldo Caiado e Alexandre Baldy são alguns dos nomes que ganham força

Fotos: Divulgação

Ronaldo Caiado (DEM) foi eleito governador de Goiás já no primeiro turno e, consequentemente, se transforma na principal liderança política do Estado, ainda mais porque fez um senador — Jorge Kajuru (PRP) — e oito deputados federais — Delegado Waldir (PSL), Flávia Morais (PDT), Dr. Zacharias Calil (DEM), Glaustin da Fokus (PSC), Zé Mário (DEM), Alcides Rodrigues (PRP), José Nelto (Podemos) e Major Vitor Hugo (PSL).

No MDB, Daniel Vilela, apesar da derrota na disputa pelo governo, sai fortalecido — afinal, terminou em segundo lugar, sendo que muitos acreditavam que ficaria em terceiro. Jovem, o emedebista se cacifa para a eleição a prefeito de Goiânia daqui dois anos.

Ainda no MDB, Adib Elias, coordenador geral da campanha de Ronaldo Caiado, é outro nome que ganha força no cenário político goiano. Certamente, terá grande influência no próximo governo.

Apesar das derrotas para o governo e o Senado, o PSDB, além te ter Célio Silveira na Câmara dos Deputados, segue como o partido com a maior presença na Assembleia Legislativa e os deputados estaduais serão importantes no papel de oposição. São eles: Diego Sorgatto, Dr. Helio de Sousa, Talles Barreto, Lêda Borges, Tião Caroço e Gustavo Sebba.

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy (PP), conseguiu eleger, pelo seu partido, dois deputados federais — Adriano do Baldy e Professor Alcides — e um senador — Vanderlan Cardoso. Com sua influência nacional, emerge como uma das grandes lideranças locais, que tende a disputar o governo daqui quatro anos.

Por sua vez, o PT tem um deputado federal — Rubens Otoni — e dois estaduais — Delegada Adriana Accorsi e Antônio Gomide —, que receberam ótimas votações e se tornam players ainda mais relevantes em Goiás. Kátia Maria, que concorreu ao governo, também sai fortalecida.

Os demais deputados federais eleitos que não foram citados — Francisco Jr. (PSD), João Campos (PRB), Magda Moatto (PR), Lucas Vergílio (PT) e Elias Vaz (PSB) — também ganham força. Francisco Jr. deve, inclusive, concorrer à Prefeitura de Goiânia mais uma vez.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.