“Quem manda na Câmara são os deputados”, diz Maia após tentativa de interferência do Major Vitor Hugo

Parlamentar tentou exigir benefício a policiais federais na reforma da Previdência

Deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara Federal | Foto: Agência Câmara

O líder do Governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL), e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) se desentenderam novamente nesta quarta-feira, 3. Tudo começou quando o Major, com o aval do presidente Jair Bolsonaro (PSL), exigiu benefícios para policiais federais na reforma da Previdência.

Segundo um deputado que participou da conversa, Maia explicou a Vitor Hugo que, se atendessem à categoria, acabaria abrindo brecha para que outros setores pleiteassem vantagens, o que poderia interferir na tramitação da matéria.  Após a negativa do presidente da Câmara, o líder do PSL aumentou o tom. A reposta de Maia veio à altura: “Aqui você não manda, quem manda na Câmara são os deputados”.

A relação entre Maia e Vitor Hugo é difícil e o presidente da Câmara dos Deputados já chegou a afirmar que rompeu relações com o líder do governo na Casa. À época, Vitor Hugo minimizou a crise e disse que as desavenças eram “página virada”. O parlamentar também falou que trabalharia para aproximar o governo da presidência do Legislativo, “para o bem do País”.

Após a confusão, Maia chegou a pediu desculpas a Vitor Hugo, por ter se excedido no tom. Apesar disso, a falta de traquejo do Major e seus “erros reiterados” são apontados como um empecilho à boa relação do governo com a Câmara.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.