Quatro vereadores temem ser envolvidos com setor imobiliário

Novatos estão preocupados com as acusações de interferência de empresários na Câmara e consideram seguir caminho independente

Na montagem, e Anderson Sales Bokão (PSDC), Alysson Lima (PRB), Delegado Eduardo Prado (PV) e Romário Policarpo (PTC) | Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

Quatro vereadores novatos podem deixar o grupo do presidente da Câmara de Vereadores, Andrey Azeredo (PMDB), um dia após a eleição, ocorrida neste domingo (1º/1). Alysson Lima (PRB), Delegado Eduardo Prado (PV), Romário Policarpo (PTC) e Anderson Sales Bokão (PSDC) estariam receosos de que as acusações sobre suposta influência de empresários do ramo imobiliário e do empresário Carlinhos Cachoeira na Casa acabem prejudicando suas imagens.

Segundo fontes ouvidas pelo Jornal Opção, eles não haviam tomado conhecimento do lobby que estes empresários estavam fazendo e, ao descobrirem, acabaram ficando com medo de serem envolvidos em irregularidades. Na sessão desta segunda-feira (2º), eles pediram a palavra para dizer que nunca se encontraram com Wladimir Garcêz, que não têm ligação com o setor imobiliário e que apenas participaram das reuniões de novatos.

Até agora, a oposição a Andrey é composta pelos vereadores Paulo Magalhães (SD), Dra. Cristina (PSDB), Priscilla Tejota (PSD), Elias Vaz (PSB), Cabo Senna (PRP), Jorge Kajuru (PRP), e Milton Mercêz (PRP).

Por outro lado, os situacionistas incluem, além dos já citados e de Andrey, os vereadores Anselmo Pereira (PSDB), Carlim Café (PPS), Clécio Alves (PMDB), Paulo Daher (DEM), Emilson Pereira (PTN), Felizberto Tavares (PR), Gustavo Cruvinel (PV), Izídio Alves (PR), Kleybe Morais (PSDC), Lucas Kitão (PSL), Oseias Varão (PSB), Sabrina Garcez (PMB), Sargento Novandir (PTN), Tatiana Lemos (PCdoB), Tiãozinho Porto (PROS), Zander Fábio (PEN), Juarez Lopes (PRTB), Leia Clébia (PSC), Jair Diamantino (PSDC), Vinícius Cirqueira (PROS). Rogério Cruz (PRB) e Wellington Peixoto (PMDB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.