Quase 60 milhões de brasileiros pretendem participar de amigo secreto neste fim de ano

Tradicional brincadeira realizada ao fim do ano promete contribuir com o aumento das vendas

Média de gasto estimada é de R$ 64,6 por presente, de modo que possibilitar uma movimentação de R$ 6,3 bilhões na economia

Levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas mostra que pelo menos 37% dos consumidores brasileiros pretendem participar de amigo secreto neste fim de ano. O gasto médio a ser realizado pelos consumidores é de R$ 64 por presente. 

Também chamado de ‘amigo oculto’, a depender da região do país, a brincadeira é tradicionalmente realizada no mês de dezembro, durante comemorações de fim de ano. Ao todo, cerca de 59,7 milhões de pessoas devem participar essa brincadeira este ano. Entre eles, 53% afirmam gostar desse tipo de evento, 48% acreditam que é uma maneira estratégica de se economizar com os presentes e 14% participam apenas para não serem ‘julgados como antissociais’. 

Enquanto isso, cerca de 44% dos entrevistados afirmam não terem intenção de participar, sendo que 34% não gostam da brincadeira e outros 30% preferem evitar qualquer tipo de aglomeração devido a pandemia da Covid-19, que ainda perdura. O índice de pessoas que não devem participar devido ao medo da contaminação caiu 11 pontos percentuais em relação a 2020, ano em que foi iniciada a pandemia do coronavírus. Outros 28% ainda afirmam que não irão participar da brincadeira pela falta de costume em realizá-la anualmente. 

Gerente de negócios do CDL Goiânia, Wanderson Lima acredita que o amigo secreto é uma forma estratégica de se alimentar o mercado, através do incentivo da compra de presentes que talvez não seriam adquiridos em outra ocasião. “Com a volta gradativa das confraternizações, o comércio tem uma boa oportunidade de driblar as baixas provocadas pela crise econômica, relembrando o consumidor sobre essa brincadeira.” 

Além disso, a média de gasto estimada é de R$ 64,6 por presente, de modo que possibilitar uma movimentação de R$ 6,3 bilhões na economia – especialmente porque, em média, os consumidores pretendem participar de 1,6 desses eventos, com familiares (75%), amigos (36%) e colegas do trabalho (26%).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.