Quase 300 mil eleitores goianienses não foram às urnas no 1º turno

Campanhas de Maguito Vilela e de Vanderlan Cardoso buscam atingir 368.297 eleitores que não escolheram candidato a prefeito na capital

Fotos: Eduardo Pinheiro/ Jornal Opção e Reprodução

No último domingo, 15, data em foi realizado o 1º turno das eleições municipais, 298.362 eleitores goianienses não compareceram às seções de votação para escolher seus candidatos a prefeito e vereador, um percentual de 30,72%. Outras 26.423 pessoas (3,93%) votaram branco e 43.512 anularam o voto (6,47%).

Juntos, o percentual de eleitores que não escolheram quaisquer candidatos é de 41,11%, o que representa um total de 368.297 pessoas. Esse resultado acendeu o alerta vermelho nas coordenações de campanha dos candidatos Maguito Vilela (DEM) e de Vanderlan Cardoso (PSD) que buscam intensificar o trabalho em um curto espaço de tempo em busca desse eleitor “desacreditado”.

Conforme mostrou o Jornal Opção, grande parte dos indecisos não compareceu às urnas. Um dos fatores que afugentou o eleitor, além do medo da pandemia, parece ter sido o déficit informacional, resultado de um processo eleitoral mais curto, em que grande parte dos eleitores não conseguiu ser alcançado pelas campanhas.

Para muitos, a informação de campanha não chegou de forma presencial e ostensiva, o que precisa ser contornado agora. Caso contrário, a terceira cidade entre as capitais brasileiras com maior índice de abstenção pode ter um comparecimento às urnas ainda menor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.