Quasar afirma que tem interesse em parceria e deve se reunir com governo de Goiás em breve

Governo anunciou que pretende incorporar estrutura da companhia à Seduce, para facilitar captação de recursos

A proposta do Governo de Goiás da criação da Companhia de Balé do Estado de Goiás como uma maneira de incorporar a estrutura da Quasar Cia. de Dança à Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás (Seduce) foi recebida com surpresa pela direção da companhia de dança contemporânea.

A companhia agradeceu ainda ao governador Marconi Perillo (PSDB) pelo reconhecimento do trabalho e informou que já solicitou agenda para uma audiência para que a proposta seja discutida em detalhes. De acordo com a produtora da Quasar Thays Benício, eles têm a intenção de trabalhar em conjunto com o governo para permitir a continuidade do trabalho.

Thays destacou os esforços feitos pelos Amigos da Quasar, iniciativa liderada por Marcelo Carneiro, Ana Paula Mota e Gisele Carvalho que se mobiliza para poder viabilizar um financiamento coletivo usado para ajudar em projetos pontuais. Nos últimos dias, segundo a produtora, várias pessoas de diferentes cidades vêm procurando a companhia por e-mail e mensagens no Facebook oferecendo ajuda.

A companhia também busca parcerias com as iniciativas pública e privada, importantes para manter a estrutura da companhia. Além do Espaço Quasar, onde os bailarinos ensaiam, a diretoria pretende manter os salários e condições que os dançarinos têm atualmente para garantir a qualidade do trabalho.

Na semana passada, a Quasar Cia de Dança anunciou a suspensão de suas atividades por falta de verba. Com o fim do contrato com seu maior patrocinador, o programa público Petrobrás Cultural, em dezembro próximo, a companhia não tem condições de manter o Espaço Quasar, inviabilizando a produção de novos espetáculos.

Atualmente estão à frente da companhia seus fundadores Vera Bicalho, diretora geral, e Henrique Rodovalho, diretor-artístico e coreógrafo. Com 28 anos de atuação, a Quasar é uma das principais representantes da dança produzida no Brasil e já levou sua obra para mais de 25 países e para 25 estados brasileiros.

 

Deixe um comentário