Quarto carro é engolido por crateras em Aparecida de Goiânia

Caso mais recente ocorreu neste domingo, 20, no Setor Buriti Sereno. Casos são passíveis de indenização

Na madrugada deste domingo, 20, um veículo foi “engolido” por cratera que se formou devido ao rompimento de uma tubulação, no setor Buriti Sereno, em Aparecida de Goiânia. O acidente aconteceu por volta das 2 horas, quando um veículo, ocupado pelo motorista e um passageiro, ficou de ponta-cabeça ao cair no buraco, segundo Corpo de Bombeiros. Os ocupantes do carro tiveram apenas ferimentos leves.

Este é o quarto caso carros que caem em crateras abertas em Aparecida de Goiânia. No ano passado, um veículo caiu em uma das depressões no Setor Rosa dos Ventos. Na ocasião, o automóvel ficou preso no local. Na época, moradores relataram que os buracos se abriram nas vias constantemente no período chuvoso. Já em 2020, o acidente aconteceu após o motorista perder o controle de direção e desabar em uma cratera de mais de 10 metros, no Setor Tocantins. Nos dois, nenhum dos acidentados tiveram ferimentos graves. 

Mais um caso foi registrado enquanto uma mulher procurava a casa de uma amiga, mas devido a pouca visibilidade no bairro de Aparecida, perdeu o controle do carro e caiu na erosão. Também sem feridos, este acidente ocorreu no Setor Retiro dos Bosque, e, em 2017, moradores locais confirmaram que o problema era recorrente na região. 

Segundo o advogado Allyson Martins, dispõe no Código de Transito Brasileiro que é competência dos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios manter e operar o sistema de sinalização, os dispositivos e os equipamentos de controle viário. “Portanto, a queda que gera lesão patrimonial não se caracteriza como mero contratempo. Ela gera, além de ressarcimento por dano moral, indenização por dano material”, explicou o advogado. Ele ainda informa que danos os causados por acidente e pelas más condições das vias públicas, bastando que haja causalidade entre o dano sofrido pela vítima e o ato do agente, é garantido o dever de indenizar, mesmo que o ato seja ou não culposo.

No acidente deste domingo, a erosão urbana foi formada devido ao rompimento de uma tubulação de água pluvial instalada no local, com objetivo de transportar água da chuva. Um guincho foi acionado para retirar o carro do buraco. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.