Psol pede ao STF que Bolsonaro seja obrigado a apresentar provas de fraude eleitoral no pleito de 2018

Presidente afirmou que houve irregularidades e que, caso não haja voto impresso em 2022, Brasil passará por “problemas piores do que os Estados Unidos”

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) apresentou nesta sexta-feira, 8, uma interpelação judicial ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente Jair Bolsonaro explique declarações recentes sobre fraude nas eleições de 2018, da qual saiu vencedor em segundo turno.

O documento cita afirmações feitas por Bolsonaro na quarta-feira, 6, dia em que o Capitólio, sede do Poder Legislativo nos Estados Unidos, foi invadido por apoiadores do presidente Donald Trump que afirmam que a derrota dele para o presidente eleito Joe Biden teria sido irregular, mesmo sem evidência.

“E aqui no Brasil, se tivermos o voto eletrônico em 22, vai ser a mesma coisa. A fraude existe. A imprensa vai dizer ‘sem provas, ele diz que a fraude existe’. Eu não vou responder esses canalhas da imprensa mais. Eu só fui eleito porque tive muito voto em 2018”, disse Bolsonaro. “Se nós não tivermos o voto impresso em 22, uma maneira de auditar voto, nós vamos ter problemas piores do que os Estados Unidos”, ameaçou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.