“PSL traidor” é um dos assuntos mais comentados do Twitter

Isto porque, partido votou a favor da flexibilização das regras de aposentadoria para policiais da união

Foto: Reprodução/Twitter

A hashtag #PSLtraidor atingiu o topo do Trending Topics, na rede social Twitter, neta sexta-feira, 12. Até o momento, existem mais de 43 mil publicações usando a tag, em repúdio ao apoio do partido PSL à redução da idade mínima de aposentadoria para policiais.

Na Câmara, a maioria dos deputados votou por suavizar as regras de aposentadoria para policiais da união, ou seja, policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais legislativos e policiais civis do DF. Já os policiais militares, civis e bombeiros de outros estados não serão contemplados pela medida.

No total, foram 467 votos a favor da emenda, contra 15 votos contrários. O PSL, partido de Bolsonaro, foi criticado por votar a favor da flexibilização, os membros da sigla, por sua vez, afirmaram que votaram segundo orientação do governo.

Uma das postagens usando a hashtag dizia : “Eleitor de direita sendo chamado de anta pela deputada que ele ajudou a eleger! Seria cômico se não fosse trágico!”, outra, afirmava: “Aposentadoria de policiais federais, rodoviários federais e afins: Reforma do Guedes: 55 anos para todos recebendo teto do INSS (R$ 5,8 mil) Reforma PSL-Centrão-Esquerda: MAMATA de aposentadoria aos 53 anos com *salário integral* (+ de R$ 20 mil) e paridade”.

Outro usuário do Twitter questionou a deputada Joice Hasselmann: “Este é um exemplo de motivo pelo qual o PSL é #PSLtraidor: passaram SEMANAS dizendo que não votariam para privilegiar policiais federais e afins, mas no meio da madrugada se uniram alegremente à esquerda para votar a favor! Né @joicehasselmann?”

Na Câmara, o deputado Alexandre Frota tentou justificar os votos favoráveis do partido à mudança: “É preciso deixar claro que essa posição do PSL acompanhou uma decisão do grupo econômico do ministro Paulo Guedes. Foi construído com diversos outros partidos: Podemos, DEM, PRB e tantos outros. Essa decisão não foi tomada aleatoriamente, foi pensada, calculada e fechada por diversos partidos e que o PSL apoiou.”

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.