PSDB é o grande vencedor das eleições em Goiás

Partido elegeu 77 prefeitos em todo o Estado e ainda disputa o segundo turno na chapa de Vanderlan Cardoso (PSB)

PSDB elegeu 77 prefeitos em todo o Estado | Foto: Jornal Opção

PSDB elegeu 77 prefeitos em todo o Estado | Foto: Jornal Opção

O resultado das urnas em Goiás mostra vitória expressiva do PSDB no Estado. Apenas o partido do governador Marconi Perillo elegeu 77 prefeitos, sendo a sigla com maior número de eleitos no Estado. A soma de todos os partidos que formam a coalizão da base representa 77% dos municípios goianos.

O PP, que também integra a base de apoio do governador, é o terceiro partido que mais elegeu prefeitos, com vitória em 22 municípios. Outros cinco grandes partidos da coalizão que apoia Marconi impulsionaram o resultado: o PR elegeu 18 prefeitos; o PSD, 15; o PTB elegeu 12; o PSB, 10 prefeitos; e o PPS conquistou 4 prefeituras.

Os números representam vitórias importantes em nove dos 15 maiores municípios do Estado. A base venceu em Luziânia, Águas Lindas, Valparaíso, Trindade, Novo Gama, Senador Canedo, Itumbiara, Jataí e Planaltina.

Outras vitórias pontuais do PSDB foram em Jataí, no Sudoeste Goiano, onde Vinicius Luz, do PSDB, obteve uma vitória histórica contra o empresário Victor Priori (DEM), apoiado pelo prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, pelo deputado federal Daniel Vilela (ambos do PMDB) e pelo senador Ronaldo Caiado (DEM). Em Trindade, Jânio Darrot (PSDB) venceu com 31,7% dos votos válidos, em eleição disputada por outros três candidatos.

A base aliada estadual também venceu em Palmeiras de Goiás, município natal de Marconi, onde Vando Vitor (PSDB) obteve 68,61% dos votos. Em Pirenópolis, cidade da primeira-dama Valéria Perillo, o PSDB não lançou candidato e ela e o governador não apoiaram nenhum candidato.

Em Posse, município do vice-governador e secretário de Segurança Pública José Eliton, Wilton Barbosa (PSDB) venceu com 57,01% dos votos. Posse é o principal município do Nordeste Goiano, onde a base aliada de Marconi alcançou a maior vitória regional, elegendo todos os prefeitos locais.

Em Cristianópolis, terra natal de Iris Rezende (PMDB), Jairinho (PSDB) venceu Waléria Ulhôa (PMDB). Em Goianira, município da Grande Goiânia, venceu Carlão da Fox (PSDB), com 69,25% dos votos. Em São Miguel do Passa Quatro, Marcio (PSDB) venceu a eleição com 51,43% dos votos.

A base aliada computa ainda vitórias mesmo entre prefeitos filiados a partidos oficialmente de oposição. Em Hidrolândia, o prefeito Paulinho se reelegeu com 67,99% dos votos. Filiado ao DEM, ele é aliado de Marconi e apoia a gestão estadual. Na Cidade de Goiás, a prefeita Selma Bastos (PT) se reelegeu com 42,59%. A petista teve o PSDB como vice na coligação que apoiou sua candidatura ao novo mandato.

Além de Goiás, o PT venceu em apenas outros dois municípios, Diorama e Nova Aurora, e ainda disputa o segundo turno em Anápolis.

Nos únicos municípios em que haverá segundo turno, Goiânia e Anápolis, a disputa também será entre base e oposição. Na capital, disputam Iris Rezende (PMDB) e Vanderlan Cardoso (PSB), que tem como vice Thiago Albernaz (PSDB). Em Anápolis, a chapa PT-PMDB do atual prefeito João Gomes enfrenta PTB-PSD do candidato Roberto Órion.

Para o presidente estadual do PMDB, Daniel Vilela, o resultado foi positivo, visto que a sigla conseguiu vitórias em importantes municípios goianos. A principal delas foi a eleição de Gustavo Mendanha no primeiro turno em Aparecida de Goiânia.

“Tivemos vitórias em municípios fundamentais, como Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Mineiros, Quirinópolis, Catalão, Formosa, Goianésia e Santo Antônio do Descoberto, além da nossa vantagem em Goiânia no 2º turno. São cidades pólo que atestam a força do PMDB em Goiás”, afirma o presidente estadual.

Apesar da avaliação, o PMDB ficou abaixo das expectativas do próprio Daniel Vilela, que em entrevista chegou a afirmar que o partido pretendia eleger de 50 a 60 prefeitos no Estado. Além disso, era forte a expectativa para a eleição de Iris Rezende ainda no primeiro turno em Goiânia. O ex-governador ficou com 40% dos votos na capital, enquanto Vanderlan Cardoso teve 31%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.