Projeto quer transformar festival Goiânia Noise em patrimônio cultural imaterial da capital

Um dos maiores e mais significativos eventos de rock do país, o Goiânia Noise Festival termina com sucesso sua maratona de shows neste domingo

Um marco da programação cultural de nossa capital, o Noise deve ser tombado como Patrimônio Cultural Imaterial de Goiânia por iniciativa de Sabrina Garcez, que apresentou projeto neste sentido no dia 7 de abril, na Câmara Municipal.

O Goiânia Noise é o mais longevo evento de música de Goiás e considerado um dos mais importantes festivais de rock do Brasil. Ocorreu pela primeira vez em maio de 1995, na Praça Universitária com 14 atrações. Hoje é uma das principais vitrines do rock produzido em Goiás.

“Pioneiro no cenário independente e alternativo, o Goiânia Noise é de extrema relevância para o calendário cultural de Goiânia e ainda gera emprego e renda  movimentando de forma significativa uma cadeia produtiva que envolve música, turismo, comércio e serviços”, aponta Sabrina Garcez.

Outros projetos da parlamentar também transformam os festivais Vaca Amarela, Bananada e Vila Mix em Patrimônio Cultural Imaterial de Goiânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.