Projeto quer acabar com demora para agendamento de teleconsulta na Prefeitura de Goiânia

Proposta fixa o tempo máximo de espera do usuário do SUS nas ligações pelo telefone 0800-646-1560 em dois minutos para contato direto com o atendente

Vereador Cabo Senna | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Após o recesso legislativo, o Vereador Cabo Senna (PRP) apresentou projeto de lei que dispõe sobre o tempo máximo de espera do usuário nas ligações para a Central de Atendimento ao Cidadão – Teleconsulta. A proposta fixa o tempo máximo de espera do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) nas ligações pelo telefone 0800-646-1560 em dois minutos para contato direto com o atendente.

“São constantes as reclamações dos usuários do SUS para ter acesso ao Teleconsulta. Sabemos de pessoas que esperam 30, 40, 50 minutos até conseguir falar com um atendente e a sociedade não pode mais sofrer com isso”, ressalta o Vereador.

A medida proposta visa minimizar o desgaste enfrentado pelo cidadão, pois além da demora a central não recebe ligações de aparelho celular e como a atualmente são poucas as casas que possuem telefones fixos e praticamente não existem mais os populares ‘orelhões’, o simples ato de marcar uma consulta se transforma em um martírio para quem precisa do SUS. (Da Câmara de Goiânia)

Uma resposta para “Projeto quer acabar com demora para agendamento de teleconsulta na Prefeitura de Goiânia”

  1. ziro disse:

    a primeira causa do problema, ou seja, dos vícios e dos defeitos, é a falta de qualificação dos gestores da saúde pública, que na maioria são por indicações políticas. Infelizmente o ministério público e o judiciário não estão nem aí com o sofrimento da sociedade, qual seja, cobrar qualidade nos serviços públicos, pois, o que importa são seus auxílios moradias, alimentação e etc, que os garantem atendimento particular na rede privada, ou alguém aqui já viu um promotor ou desembargador fazendo consulta em um posto de saúde da prefeitura? É óbvio que não, esta gente ainda não percebeu que o país não aceita mais sustenta uma elite monarca estatal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.