Projeto que prevê e-books em escolas públicas está apto à votação

Os livros digitais serão usados em palestras e terão a função interdisciplinar

Gustavo Sebba (PSDB) é o autor do projeto | Foto: Divulgação

O projeto de lei que institui a política de inclusão de e-books (livros digitais) como material escolar do ensino fundamental e médio na rede pública de ensino do Estado de Goiás está apto para a primeira votação no plenário da Assembleia Legislativa.

O deputado estadual Gustavo Sebba (PSDB), autor do projeto, argumenta que com isso pode estimular da leitura e estudo, e o uso responsável da tecnologia a favor dos alunos. Ele afirma que o e-book não será um substituto aos livros impressos, mas que terá “caráter interdisciplinar, como método educativo nas atividades fora de sala de aula”.

A argumentação ainda diz que o uso dos e-books irá auxiliar em palestras e que os alunos terão acesso ao material didático fornecido digitalmente podendo ser acessado a qualquer hora e de qualquer lugar.

Se for aprovada em duas votações no plenário, a matéria vai para sanção da Governadoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.