Projeto permite uso do FGTS para pagar viagens de turismo dentro do Brasil

O autor da medida pretende incentivar o turismo e redistribuir riquezas. Segundo o deputado federal Valadares Filho, se aprovada, a proposta vai trazer impactos positivos para o País

turismo brasil

Em análise, o Projeto de Lei 7275/14 permite ao trabalhador utilizar até 30% dos recursos de sua conta do FGTS para viagem | Foto: Divulgação

Em análise na Câmara Federal, um projeto prevê ao trabalhador utilizar até 30% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para custear viagens de turismo. A proposta, de autoria do deputado Valadares Filho (PSB-SE), pretende estimular o setor de turismo no Brasil, pois o fundo só será liberado para viagens dentro do território nacional.  O interessado deve ter pelo menos cinco anos de carteira de trabalho assinada.

De acordo com o deputado, a medida vai estimular e trazer “impactos positivos para amplos segmentos da população”. O parlamentar salienta também que os brasileiros respondem por 85% do turismo interno. “Mas ainda existe potencial para crescimento da participação do setor turístico no Produto Interno Bruto (PIB) do País, que é de 3,6%, ou seja, aproximadamente R$ 132 bilhões”, argumenta.

O pessebeista aponta também que entre 2005 e 2011 os deslocamentos nacionais apresentaram aumento de 37% e que em 2012 cerca de 4 milhões de brasileiros viajaram pelo País, gastando, em média, R$ 1.148 por viagem. “Esse volume demonstra o quanto o setor de turismo é pródigo em redistribuir riquezas”, salienta.

No site da Câmara, uma enquete questiona os internautas sobre a posposta do parlamentar sergipano. Até a publicação desta reportagem, mais de 70% concordavam com o projeto e 28,57% discordavam da medida.

Agora a proposta será analisada de forma conclusiva pelas comissões de Turismo; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de seguir para o plenário da casa e passar por duas votações.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.