Projeto inclui educação alimentar e nutricional em disciplinas de escolas em Goiânia

Proposta de autoria da vereadora Cristina Lopes (PSDB) foi apresentado nesta terça-feira (5/6) na Câmara

Vereadora Cristina | Foto: Alberto Maia

Um projeto de lei apresentado pela vereadora Cristina Lopes (PSDB) nesta terça-feira (5/6), na Câmara, quer incluir na grade curricular das disciplinas de Ciências e Biologia ensinamentos sobre educação alimentar e nutricional. Voltadas para o Ensino Fundamental e Médio, as aplicações seriam obrigatórias em todas as escolas municipais de Goiânia.

Ou seja, este tipo de proposta, elaborado pela vereadora é incluída entre os chamados de transversais tratados por lei, que ficam dentro de disciplinas já existentes.

“Não estamos criando uma nova disciplina na Educação, mas sim regulamentando, em nível municipal, uma Lei Federal, recentemente aprovada, que trata sobre o assunto”, justificou a parlamentar.

Grade curricular

São disciplinas obrigatórias do Ensino Básico (Infantil, Fundamental e Médio): Portugûes, Matemática, “conhecimento do mundo físico e natural e da realidade social e política, especialmente do Brasil” (Ciências e Estudos Sociais), além de Arte e Educação Física.

Dentre os conteúdos transversais previstos estão: Direitos Humanos e Prevenção à Violência contra Crianças e Adolescentes; Estudo da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena.

A partir do sexto ano do Ensino Fundamental é ofertada a Língua Inglesa. Os currículos têm uma base nacional comum, que é complementada por uma parte diversificada, de acordo com características regionais e locais.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.