Projeto estabelece tempo máximo para atendimento em hospitais de Goiás

Caso matéria seja aprovada, prazo de espera para urgência e emergência passa a ser de no máximo 30 minutos, em hospitais privados e públicos

Projeto é de autoria do deputado Francisco Júnior | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção

Projeto é de autoria do deputado Francisco Júnior | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção

Tramita na Assembleia Legislativa de Goiás um projeto de lei, de autoria do deputado Francisco Junior (PSD), que estabelece o prazo máximo de 30 minutos para o atendimento em hospitais do Estado.

“Há uma série de outros direitos que podem esperar, Mas o atendimento de urgência e emergência, a vida, tem que ser prioridade. Nós precisamos ter a responsabilidade social de fazer as mudanças que esse projeto propõe”, argumentou o parlamentar.

A medida é válida para unidades de saúde públicas e privadas e prevê a implantação de um sistema de classificação de risco nos hospitais. Para Francisco Junior, a matéria “garante que o paciente seja atendido por um médico de forma imediata se houver risco de morte e determina que devem haver todas as condições para a realização do atendimento”.

O objetivo da proposta, segundo o deputado, é diminuir as mortes evitáveis, priorizar o atendimento conforme critérios clínicos, e não por ordem de chegada, além de aumentar a eficácia da assistência. O projeto de lei prevê, ainda, a aplicação de multa para as unidades que descumprirem a medida e deixa a fiscalização a cargo do Procon Goiás.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.