Projeto discute gestão de arte e cultura em Goiânia

Seminários e residências terão início no dia 27 e abril e pretendem levantar discussão sobre tema com produtores, artistas, estudiosos e demais interessados na área

| Foto: Divulgação

Serão seis palestrantes diferentes em residências e seminários totalmente gratuitos | Foto: Divulgação

Começa neste mês o projeto Gestão Autônoma em Arte e Cultura que promove, até junho, seminários e residências para formação de produtores, artistas, estudiosos e demais interessados na área. A cada nova aula, um professor-convidado conta sobre sua experiência na gestão de arte. Serão, no total, seis palestrantes diferentes em eventos totalmente gratuitos. O projeto é financiado pelo Fundo Estadual de Cultura.

As atividades começam no dia 27 de abril com a palestra de abertura do professor-pesquisador Márcio Pizarro Noronha. Em seguida, de 28 a 30 de abril, os argentinos Jorge Sepúlveda, crítico de arte, e Guilhermina Bustos, artista e gestora independente, ministram a primeira residência.

Depois, no dia 4 de maio, Márcio Pizarro faz o primeiro de uma série de três seminários (os demais serão no dia 18/5 e 26/6). A também argentina Ilze Petroni fala aos participantes a partir de sua vivência como investigadora de arte contemporânea do dia 5 ao dia 7 de maio.

No mês seguinte, a gestora cultural Erandi Fajardo desembarca em Goiânia direto do México para uma residência que começa no dia 13 de junho e segue até o dia 18. O último convidado é o gaúcho Miguel Sisto, que é produtor cultural, ator e bailarino e fica responsável pelo seminário que tem início no dia 30 de junho. O encerramento do evento também fica por conta de Márcio Pizarro.

Segundo Pizarro, o tema da gestão em cultura e arte se faz urgente para os profissionais do ramo. “É importante pensar a gestão como parte do processo criativo e da prática artística como um todo”, argumenta. “Observa-se que a criação de escolas, companhias, academias e grupos não tem sido acompanhada de uma expansão dos horizontes de compreensão e de atuação política e econômica destes mesmos grupos”.

“A composição da cena artística e de seus projetos de criação e de produção artístico-cultural necessita ser acompanhada de uma reflexão sobre a produção dos lugares da cena e da organização do campo de ação”, defende ele.

Durante o curso, será lançada uma edição especial da revista Arte da Cena, da Universidade Federal de Goiás (UFG), que trará versões curtas dos convidados e envolvidos com as atividades. O lançamento será feito durante o encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Dança que, em 2016, ocorre em Goiânia. A revista também terá uma versão eletrônica, assim como o e-book com conteúdo teórico para os participantes.

Os interessados em participar das aulas devem enviar seu currículo e uma carta de intenção para [email protected] até o dia 18 de abril. As aulas serão ministradas entre 19h30 e 21h30 de quarta a sexta-feira e das 9 horas às 12 horas aos sábados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.