Projeto determina que Saneago terá de tapar buracos em 24 horas

Matéria apresentada na Câmara Municipal de Vereadores pede que estatal dê manutenção nos locais que forem danificados na capital

Buraco na rua 1107, no Setor Pedro Ludovico | Foto: Renan Accioly

Buraco na rua 1107, no Setor Pedro Ludovico | Foto: Renan Accioly

Foi apresentado na Câmara de Vereadores de Goiânia nesta quinta-feira (20) projeto que determina prazo mínimo de 24 horas para que a Saneago recoloque o asfalto após reparo de problemas no serviço de abastecimento de água e coleta de esgoto.

De autoria de Mizair Lemes Júnior (PMDB), a proposta é polêmica, pois há histórico de desentendimento entre as administração estadual e municipal quando se questiona a responsabilidade pela manutenção das ruas da capital. O peemedebista diz que a iniciativa minimiza os transtornos causados aos motoristas, pilotos e pedestres.

A não conclusão dos serviços por parte da Saneago já causou inúmeras reclamações. Normalmente, a estatal envia ofício para a prefeitura municipal para que o recapeamento da pista seja feito e, também, efetua pagamento por cada metro quadrado de asfalto danificado.

Eespecialmente em 2013, a prefeitura alegava que a Saneago não estava enviando documentação para efetuar os reparos. Com isso, os próprios moradores de diferentes regiões da cidade tapavam por si só os buracos com entulhos ou massa de cimento.

“Quem passa nas ruas vê que sobram buracos e sujeira, o que costuma deixar o trânsito lento e até perigoso”, argumenta o vereador. Segundo ele, o acompanhamento da execução e a fiscalização deverão ficar a cargo da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.