Projeto de lei propõe isenção de pedágio em Goiás para idosos e pessoas com deficiência

Matéria é de autoria do deputado Lucas Calil (PSD) e está disponível no Opine Cidadão da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás

Praça de Pedágio em Cristalina | Foto: Studio Pixel

Um projeto de lei que autoriza as concessionárias de pedágio do estado de Goiás a não cobrarem taxa de pedágio de pessoas maiores de 60 anos e portadores de deficiência física nas rodovias está disponível no Opine Cidadão da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego).

Com autoria do deputado Lucas Calil (PSD), a proposição tem como justificativa dar esse direito aos idosos e portadores de deficiência, pois “muitos vivem na inatividade e com salários defasados”.

Além disso, a matéria afirma que o governo do estado “deve procurar proporcionar tudo aquilo que estiver ao seu alcance para garantir maior tranquilidade, conforto e benefícios a todos os idosos e deficientes do estado de Goiás e indiretamente a todos aqueles que um dia terão o prazer de passar por uma de nossas rodovias”.

Atualmente, Goiás possui sete rodovias que cobram pedágio em seu território. As praças de cobrança estão localizadas nas cidades de Cristalina (BR-040), Ipameri (BR-050), Campo Alegre (BR-050), Alexânia (BR-060), Goianápolis (BR-060), Professor Jamil (BR-153) e Itumbiara (BR-153).

A proposição, que esta em tramitação na Alego, pode ser votada a favor ou contra no Opine Cidadão

Deixe um comentário