Projeto de Lei pretende multar torcedores racistas no futebol goiano

De autoria do deputado Karlos Cabral (PDT), projeto prevê multa de até R$5.500 para torcedores e R$66 mil para times

Jogador Kevin Constant sofre racismo durante jogo do Atalanta x Milan / Foto: Claudio Villa / Getty

Tramita na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) um Projeto de Lei 7865/2019, de autoria do deputado Karlos Cabral (PDT), que institui multa para o torcedor que praticar atos de racismo durante partidas de futebol no Estado. O time também estará sujeito à punição.O projeto aguarda apreciação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O projeto é uma alteração da lei 19.039/2015, de Política Estadual de Combate ao Racismo no Esporte em Goiás. O projeto prevê multa de R$1.100 a R$5.500 para os torcedores que praticarem racismo. Os times poderão desembolsar até R$66 mil pelo crime. A reincidência pode levar a Justiça a dobrar as multas.

“O número de casos de racismo certamente é muito maior do que os registrados, basta acompanhar uma partida de futebol em qualquer estádio do país para atestar esta realidade. Há também um agravo no comportamento das pessoas que estão se sentindo mais livres para este tipo de ação. O racismo tem que acabar”, declarou o parlamentar.

Em 2019, foram registrados 53 casos de racismo envolvendo times de futebol brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.