ProGoiás: Executivo deve apresentar mudanças aos empresários ainda esta semana

Segundo presidente da Adial, Edwal Portilho, o Chequinho, sugestões foram apresentadas pelo Fórum Empresarial à Secretaria da Economia ainda em dezembro do ano passado. Porém, ainda não se sabe o que foi, de fato, acatado

Foto: Reprodução

Tramita na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) o projeto de lei assinado pelo Executivo que cria um novo programa de incentivos fiscais para o Estado de Goiás. A matéria ainda deve sofrer “pequenos ajustes” na Comissão, conforme observado pelo presidente da Casa, Lissauer Vieira, até que seja aprovada em definitivo em plenário.

Em entrevista ao Jornal Opção, na manhã desta quarta-feira, 3, o presidente da Associação Pró-Desenvolvimento (Adial), Edwal Portilho, o Chequinho, lembrou que algumas sugestões foram apresentadas pelo Fórum Empresarial e demais entidades à Secretaria da Economia, ainda em dezembro do ano passado.

Edwal Portilho, popularmente conhecido por Chequinho / Foto: Felipe Cardoso/Jornal Opção

“Eles disseram que gostaram. Aparentemente absorveram algumas informações e estão realizando algumas adequações”, disse. Segundo ele, as pasta estuda fazer emendas ao projeto em tramitação na Alego. Dentre as observações repassadas pelo Fórum estão a formação de um conselho, a retirada do Protege do projeto, além da implantação de algumas contrapartidas que não existiam.

“O setor produtivo está aguardando a apresentação do que eles acataram e adequaram da nossa revindicação. Segundo eles, esta apresentação final deve acontecer ainda esta semana”, revelou. 

Já o presidente do Sindicatos da Indústria de Fabricação de Açúcar e de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg/Sifaçúcar), André Rocha, disse que a maior preocupação é de que o programa seja competitivo. “O ideal seria a implantação de um programa altamente competitivo quando comparado aos dos Estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal, por exemplo”. Ele também observou a necessidade de um programa mais ágil, mais dinâmico, acessível e menos burocrático às empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.