Profeta Jonas da vida real: pescador é engolido e “vomitado” por baleia

Michael Packard estava mergulhando à procura de lagostas quando acabou dentro da boca de uma jubarte, em Massachusetts (EUA)

Em tempo: não é que a história de Jonas não seja – ou não possa ser – real. Ele é o personagem central de um livro profético do Antigo Testamento que tem seu nome.

Nele, Deus ordena que Jonas vá até Nínive para converter a população da cidade, que estava mergulhada no pecado. Só que o profeta tenta fugir da missão, entrando uma embarcação. Uma enorme e inesperada tempestade surge e os marinheiros notam que não é algo comum. Jonas conta sua história e pede aos marinheiros para lançá-lo ao mar.

Imediatamente o mau tempo cessa, mas Jonas acaba sendo engolido por um peixe. Três dias e três noites depois, já convencido de que deveria ir conversar com os ninivitas, Jonas é expelido pelo animal. 

O pescador Michael Packard, em exames no hospital após sua odisseia: ele diz que vai continuar em seu ofício | Foto: Reprodução

Michael Packard, um pescador nos Estados Unidos, passou por algo semelhantes e provavelmente os 30 ou 40 segundos –  segundo seu relato – que passou dentro de um animal gigante foram para ele uma eternidade. 

Ele foi tragado e “cuspido” por uma baleia jubarte e devolvido à água enquanto mergulhava em busca de lagostas, na sexta-feira, 11. Packard conta que estava mergulhando quando, por coincidência, o gigante do mar abriu a boca. O inusitado aconteceu na costa de Provincetown, no estado de Massachusetts.

Packard sobreviveu para contar a história. Sem nenhum arranhão, teve apenas teve um deslocamento no joelho.

“Tudo escureceu”
Ao jornal local Cape Cod Times, ele disse que, com companheiro de tripulação, foram de barco para a praia de Herring Cove pela manhã. Depois de pular na água com seu equipamento de mergulho, Packard sentiu “um grande golpe e depois tudo escureceu”.

O pescador pensou que havia sido atacado por um tubarão branco. “Então eu comecei a apalpar as laterais e senti que não tinha dentes”, disse ele. “Foi quando eu percebi, ‘Meu Deus, estou na boca de uma baleia e ela está tentando me engolir. É isso mesmo, eu vou morrer’.” Packard diz que pensou em sua esposa e dois filhos, de 12 e 15 anos.

Há cerca de 60 mil baleias jubarte nos oceanos. Elas podem crescer até 15 metros de comprimento e pesar 36 toneladas.

Apesar dos apelos de sua esposa para que mude de emprego, ele diz que não pretende abandonar sua carreira de 40 anos em Cape Cod, uma península no extremo leste do estado de Massachusetts.

Fica a dúvida sobre qual é a trajetória que mais corresponde à saga de Michael Packard: a narrativa bíblica de Jonas; O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway; ou Moby Dick, de Herman Melville?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.