Professores temporários devem receber R$ 915 mil mensal de auxílio locomoção, em Goiânia

Projeto de Lei, que irá beneficiar cerca de 5 mil servidores, foi entregue na Câmara municipal, nesta terça-feira, 15 

Mais de R$ 915 mil mensais serão investidos no auxílio locomoção de professores temporários e para servidores administrativos da rede municipal de ensino de Goiânia. A Prefeitura estima que 5 mil servidores serão contemplados pelo programa. O projeto de lei foi enviado à Câmara Municipal, nesta terça-feira, 15, para apreciação dos vereadores. “A demanda destes profissionais que contribuem com a formação de nossas crianças não só foi atendida, como será aprovada como lei”, afirmou o prefeito Rogério Cruz (Republicanos). 

Para garantir que o benefício seja pago, o texto deve alterar a lei nº 8.546/2007, que trata de disposições estatutárias aplicadas aos contratados por tempo determinado; quando há a contratação de pessoa por interesse público. Caso haja a aprovação, os servidores temporários passam a ter direito ao benefício já a partir dos próximos meses.

Os servidores contemplados serão os que atuam na função de Profissional da Educação II, além dos trabalhadores administrativos da Secretaria Municipal de Educação. “É uma iniciativa inédita da gestão municipal, que atende às demandas de mais de 5 mil trabalhadores e sindicatos representativos. O benefício garante a valorização desses profissionais, que tanto fazem pela formação de nossas crianças”, afirma o prefeito. 

“O projeto de lei foi revisto pelas secretarias competentes e, agora pronto, (iremos) honrar com o compromisso feito pelo prefeito Rogério Cruz com os 5 mil temporários”, afirmou o secretário municipal de Educação, Wellington Bessa. Ele compareceu à Câmara Municipal para entregar aos vereadores a proposta. Cabe ressaltar, que os servidores efetivos já recebem auxílio locomoção e vale transporte.

A presidente Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) comemorou o envio do projeto à Casa Legislativa como uma “boa notícia”. “Finalmente o prefeito e o secretário de Educação está encaminhando para a Câmara Municipal o Auxílio Locomoção e o vale transporte para o pessoa de contrato”, anunciou a sindicalista, por vídeo. Segundo ela, após a aprovação, os servidores não precisam mais custear o pagamento do transporte. “Aconteceu esse problema por causa da pandemia. De lá, o Sintego nunca parou de reivindicar e principalmente de apontar o caminho para a solução que era através de um projeto de lei”.

2 respostas para “Professores temporários devem receber R$ 915 mil mensal de auxílio locomoção, em Goiânia”

  1. Avatar Marcia disse:

    Os auxiliares de atividades educativas contratados terão esse benefício tbm???

  2. Avatar Danielle disse:

    Nos ajude a cobrar este auxílio locomoção que até hoje não entrou em folha de pagamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.