Professora de jornalismo da Columbia diz que Brasil pode aprender com erros da imprensa dos EUA

“Trump e Bolsonaro são semelhantes. A diferença é que estamos dois anos a frente de vocês”, diz LynNell Hancock

Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

A professora da Escola de Jornalismo da Universidade Columbia (EUA) LynNell Hancock falou sobre a evolução da cobertura de educação nos EUA em um painel mediado pelo jornalista Fábio Takahashi. Ao abordar o tema “O Jornalismo de Educação na Era Trump”, o 3º Congresso de Jornalismo de Educação debate como se fazer jornalismo de educação na era da desinformação.

Durante o debate, LynNell fez um paralelo sobre a relação imprensa x governo entre os Estados Unidos e o Brasil, destacando que nosso país pode aprender com a experiência dos EUA. Ela frisou, ainda, como a educação teve um papel de destaque na imprensa nos início dos dois governos. “Não há nada mais importante do que a educação para proteger nossas democracias”, defende.

“Quando Donald Trump se elegeu foi um baque para a imprensa, pois não estávamos preparados para lidar com esse governo disruptivo”, afirmou Hancock, ao enfatizar que a imprensa, em um primeiro momento, voltou-se excessivamente para a cobertura de cada tuíte, polêmica ou declaração de Trump. Entretanto, a professora observa que isso precisa ser contado dentro de uma perspectiva que não deixe de lado questões importantes.

“Esse é um momento histórico e único cujo objetivo é mesclar a política do governo com a humanização dessa política, de uma maneira que as massas se informem. Neste momento em que a política domina o debate temos que manter os olhos abertos”, disse a professora que deixou um recado aos jornalistas presentes: “Continue trabalhando e não desista!”

Perfil

LynNell Hancock

‌Professora da Escola de Jornalismo da Universidade Columbia (EUA) desde 1993, escritora e repórter de educação. Já contribuiu com The New York Times e Columbia Journalism Review, além de ter trabalhado na Newsweek, The Village Voice e New York Daily, cobrindo temas nacionais e locais em educação nos EUA. É autora do livro “Hands to Work: The Stories of Three Families Racing the Welfare Clock” e diretora da Spencer Fellowship for Education Journalism, programa que apoia jornalistas a estudarem na Columbia para produzirem trabalhos especiais em jornalismo de educação

Fábio Takahashi

‌Vice-presidente da Jeduca e editor do DeltaFolha (grupo de jornalismo de dados da Folha de S. Paulo). Cobre educação desde 2003, na Folha de S.Paulo. Começou como repórter e, desde julho de 2017, acumula a cobertura do tema com o posto de editor do grupo de jornalismo de dados do veículo. Participou da equipe que criou o RUF – Ranking Universitário Folha. Formado em jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo, foi membro da Spencer Fellowship, programa de jornalismo de educação na Universidade Columbia (EUA)‌.

O Jornal Opção acompanha o 3º Congresso de Jornalismo de Educação, realizado pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), em São Paulo a convite do Instituto Unibanco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.