Wolmir Amado não descarta composição de chapa majoritária ao lado de José Eliton

Aproximação com PSB reflete movimentação de Lula e Alckmin em âmbito nacional

A possibilidade de chapa entre PSB e PT, cujas negociações estão avançadas, coloca em pauta a chance de uma composição majoritária com o professor Wolmir Amado, ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUCGO) e pré-candidato ao governo pelo PT, de um lado, e José Eliton, ex-governador do Estado e recém filiado ao Partido Socialista Brasileiro, de outro. Os dois, inclusive, realizaram uma reunião “bastante fraterna, de recíproca acolhida”, nas palavras de Wolmir, na manhã dessa quinta-feira, 31. Apesar disso, o professor nega que as discussões sejam sobre formação de chapa, ao menos neste momento.

“Ainda não tratamos do assunto. Falamos de filiação a uma frente ampla, democrática e progressista pelo governo e pela governabilidade em Goiás e no país, assim como o Lula faz nacionalmente. É o que nós almejamos reproduzir em Goiás”, explica. Wolmir, no entanto, afirma que a pauta irá fazer parte de um segundo capítulo da discussão, para não ocorrer acordo por “conveniência eleitoreira”. Além disso, o ex-reitor destaca que o nome dele está posto para a pré-candidatura ao governo e as possibilidades seguem abertas para a indicação “de José Eliton ou de qualquer outros que se apresentem na indicação do partido”, sempre lembrando que toda decisão deve partir da executiva regional do PT, sob orientação do diretório nacional e de Lula. Como antecipou o Jornal Opção, nos próximos dias José Eliton tem agenda com o presidenciável Luiz Inácio Lula Silva (PT).

Mesmo garantindo que o diálogo tratou de aproximação das siglas, guiada especialmente pela movimentação do diretório nacional do PT e do ex-presidente Lula, o professor reconhece que a aproximação com José Eliton representa um passo importante na construção de um projeto para as eleições de 2022, especialmente pela presença que tem no PSDB, de onde saiu. “Claro que agora também vamos conversar com o PSDB e outros partidos pra formar uma frente ainda mais ampla, principalmente prezando pela ênfase social”, comenta.

No entanto, ele reitera que a reunião entre ele e José Eliton tratou do histórico de caminhada política dos dois, passando inclusive pelos projetos que chegaram a realizar juntos, quando o atual pré-candidato era reitor da PUC e Eliton governador. A partir daí, o petista e o recém peessebista discutiram a visão que pretende eleger Lula presidente e um outro governo no Estado. Wolmir garante que ele e Eliton estão “plenamente de acordo com isso” e agora irão ampliar o diálogo, tanto entre si, como dentro dos partidos em âmbito regional e nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.