Professor Arquidones Bites é pré-candidato a deputado federal pelo PT

Político havia sido preso no ano passado após se recusar a retirar faixa do capô do carro com o texto “Fora Bolsonaro Genocida

O professor das redes municipal e estadual de ensino de Trindade, Arquidones Bites Leão Leite, lançou pré-candidatura a deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT). No ano passado, ele chegou a ser preso por usar uma faixa no carro chamando o presidente Jair Bolsonaro (PL) de genocida. À época, policiais militares determinaram a retirada do protesto tendo por base a Lei de Segurança Nacional, no artigo sobre calúnia contra autoridade. O político, no entanto, teria se recusado a atender a ordem e foi encaminhado à delegacia. No dia 31 de maio de 2021, um dia depois da prisão, a Polícia Federal liberou o professor

Arquidones já foi vereador por dois mandatos no município de Trindade. É professor há 40 anos e atua na sala de aula há 37. Já foi presidente regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) de Trindade e, atualmente, é o secretário de imprensa e divulgação do órgão. Além de já ter sido secretário-geral do Sintego Central. O professor é filiado ao PT desde 1983, sendo o presidente do diretório municipal. Atualmente, Arquidones é secretário estadual de Movimentos Populares e secretário do movimento sindical. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.