Produção goiana de grãos é a maior da história, aponta IBGE

Resultado aproxima Goiás do Rio Grande do Sul, que é o terceiro maior produtor no ranking nacional

O IBGE divulgou nesta terça-feira, 9, a Pesquisa Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) referente ao mês de maio de 2020. Segundo a pesquisa, a estimativa de maio para a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2020 em Goiás permanece recorde, impulsionada principalmente pela super-safra de soja.

O valor registrado é de 25,29 milhões de toneladas, o que representa uma alta de 4,7% em relação a 2019, quando foi de 24,16 milhões de toneladas. A área plantada aumentou 4,8% frente a 2019, chegando a 5,77 milhões de hectares.

Com esse resultado, o estado de Goiás se aproxima do Rio Grande do Sul, que é o terceiro maior produtor no ranking nacional. O estado gaúcho sofreu uma quebra de safra de 23,4% neste ano devido a problemas climáticos.

Maior produtor nacional de sorgo

Outro destaque refere-se à produção de sorgo, opção para os produtores no período da seca, que registrou previsão de 1,28 milhão de toneladas para a atual safra goiana. O valor é 16,8% maior do que o apurado para a safra anterior (1,09 milhão de toneladas).

O aumento de produção acompanha o aumento de área da cultura. Foram computados 343,8 mil hectares no estado, contra 282,3 mil no ano anterior. O aumento de área plantada é de 21,8%. Com os aumentos citados, Goiás permanece isolado como o maior produtor da cultura no país.

Segundo maior produtor de cana-de-açúcar do país

A estimativa de maio para a safra agrícola de 2020 em Goiás registrou 943,81 mil hectares de cana-de-açúcar plantados na presente safra. O valor é 1,0% menor que o registrado na safra de 2019 (953,13 mil hectares).

Em termos de produção, o valor registrado é de 76,81 milhões de toneladas, valor 1,5% maior que o registrado na safra anterior (75,66 milhões de toneladas). Estes números levam Goiás à segunda colocação na produção nacional de cana-de-açúcar, atrás apenas da produção paulista da cultura.

Produção goiana de milho safrinha

Prejudicado pelo atraso no plantio da soja e falta de precipitações, o milho segunda safra apresentou 9,22 milhões de toneladas no presente levantamento. O valor é 9,4% menor que a safra registrada em 2019 (10,18 milhões de toneladas).

A diminuição da produção contraria o aumento de área da cultura. Foram registrados no levantamento de maio 1,47 milhão de hectares plantados contra 1,42 na safra anterior, o que representa aumento de 3,5%.

Algodão e girassol goianos

A estimativa de maio para a safra agrícola de 2020 em Goiás registrou 39,58 mil hectares de algodão herbáceo plantados na presente safra. O valor é 10,1% menor que o registrado na safra de 2019 (44,03 mil hectares), que foi de retomada histórica da cultura no estado.

Em termos de produção, o valor registrado é de 164,37 mil toneladas, valor 10,5% menor que o registrado na safra anterior (183,57 mil toneladas).

O girassol também apresentou declínio para o ano de 2020. A área plantada registrou declínio de 18,3% em relação ao ano anterior. Em 2019 foram produzidas 43,08 mil toneladas do produto em solo goiano, já em 2020 a produção prevista é de 34,36 mil toneladas. A área plantada em 2020 é de 20,81 mil hectares, contra 25,48 mil hectares no ano anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.