Produção de etanol pode ser completamente suspensa em Goiás

Se os bloqueios nas estradas perdurarem até a próxima quarta-feira (30) todas as usinas do estado terão que interromper a produção

Foto: Sifaeg

A produção de etanol pode ser completamente interrompida em Goiás até a próxima quarta-feira (30/5). A informação é do Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás (Sifaeg).

De acordo com o Sifaeg, das 31 usinas que já estão em safra, 19 tiveram que interromper a produção por falta de óleo diesel para abastecer as máquinas agrícolas utilizadas na colheita e transporte da cana-de-açúcar. Faltam também fertilizantes e insumos químicos utilizados nas indústrias.

Ainda segundo o sindicato, se os bloqueios nas estradas perdurarem por mais dois dias, todas as usinas do estado terão que interromper a produção já a partir de quarta-feira (30).

Por meio de um comunicado, o Sifaeg anunciou que a greve dos caminhoneiros também tem afetado a comercialização de etanol já que as distribuidoras não conseguem retirar o combustível que já compraram de dentro das usinas.

“Sendo assim, a venda de etanol teve que ser suspensa, acarretando inclusive perda de arrecadação de impostos para o estado. Trata-se de um problema grave porque as empresas poderão enfrentar, neste fim de mês, dificuldades para pagar seus colaboradores e também os fornecedores de cana”, diz trecho do documento.

“Esclarecemos ainda que, com a paralisação da colheita da cana, as usinas ficam sem estoques de bagaço para uso na co-geração de energia, diminuindo a oferta de energia para o sistema elétrico”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.