Procon Goiânia aponta variação de até 397,16% em preço de produtos para ceia de Natal

Dos 25 produtos mais procurados no período, uva passa apresentou a maior variação de preço de mais 397%

Procon Goiânia orienta consumidor a pesquisar preços em produtos para economizar na ceia de Natal. │ Foto: Divulgação.

O Procon Goiânia realizou uma pesquisa de preços, de 7 a 11 de dezembro, com os produtos mais procurados para a ceia de Natal. O resultado foi a descoberta de grandes variações no valor entre os 25 itens pesquisados. O levantamento foi realizado em nove diferentes supermercados da Capital.

Entre os itens avaliados, estão aves natalinas, bacalhau, pernil, peru, tender, panetone, ameixa, nectarina, avelã, uva, pêssego e nozes. Segundo os dados da pesquisa, a uva passa foi a que apresentou maior diferença de preço. O produto de 250 gramas pode ser comprado por R$ 4,22 em um supermercado, enquanto em outro estabelecimento sai por R$ 20,98, uma diferença de 397,16%.

Em segundo lugar, ficou a castanha do Pará sem casca, de 120 gramas, com variação de 352,48%. A castanha está sendo comercializada por R$ 7,07 até R$ 31,99. Fechando o pódio, o produto que apresentou a terceira maior variação de preço foi o pêssego nacional. O quilo da fruta é vendido por R$ 5,29 até R$ 19,99.

Por outro lado, tiveram produtos com baixa variação de preço. O peru natalino foi encontrado com valores entre R$ 20,90 e R$ 22,99, o que representa 10% de variação no preço do quilo. Já o pernil suíno variou 11,18%, entre R$ 34,98 e R$ 38,89, também por quilo. Por fim, a ave do tipo Chester foi encontrada com variações de até 15,01% no preço do quilo, encontrado por R$ 19,99 até R$ 22,99.

Orientações

O Procon Goiânia ainda faz recomendações para as festividades natalinas. Levando-se em conta o contexto de pandemia, a instituição ressalta a importância de se economizar e fazer pesquisa por preços. “O consumidor precisa planejar o cardápio da ceia que deseja servir, listando todos os alimentos, bebidas e ingredientes que pretende utilizar. Isso evita compras desnecessárias e por impulso”, diz a entidade.

O Procon orienta ao consumir a entrar em contato com a instituição, caso o consumidor encontre abuso de preço nos alimentos e outras irregularidades.

O telefone para denúncias é (62) 3524-2942 ou pelo e-mail ([email protected]). O consumidor também poderá registrar a reclamação por meio do aplicativo da Prefeitura 24 horas, no ícone Procon Goiânia. O aplicativo pode ser baixado de graça nos celulares com sistema Android ou iOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.