Procon autua Atlético-GO após confusão com venda de ingressos em Goiânia

Centenas de torcedores não conseguiram assistir partida entre o clube goianiense e Palmeiras, no último domingo (16/10)

Foto: Paulo Marcos / Assessoria ACG

O Procon Goiás autuou o Atlético Clube Goianiense nesta segunda-feira (16/10) por má prestação de serviços e infrações ao Código de Defesa do Consumidor, dentre elas, a venda de ingressos além da capacidade do Estádio Olímpico para o jogo do último domingo (15) contra o Palmeiras.

Centenas de pessoas que haviam comprado ingresso não puderam assistir à partida, o que causou tumulto na porta do estádio. Os números oficiais divulgados durante a partida registraram um público pagante de 11.881 e público presente de 12.619 pessoas. O Estádio Olímpico tem capacidade para 13,5 mil pessoas.

Existem ainda denúncias de desrespeito ao direito de meia entrada de idosos e estudantes. Profissionais de Segurança Pública, que têm direito ao acesso a estádios públicos, também teriam sido impedidos de assistir o jogo válido pela 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. A Polícia Civil também investiga o caso.

A partir da autuação, o Atlético terá dez dias para apresentar defesa. Por meio de assessoria de imprensa, o clube goianiense, responsável pela venda dos ingressos, afirma que o departamento jurídico está averiguando o ocorrido junto à Polícia Militar, Federação Goiana de Futebol e demais entidades responsáveis e se pronunciará assim que tiver mais informações.

O Procon orienta que torcedores que tenham se sentido lesados procurem a sede do órgão, na Rua 8, no Centro, com os ingressos adquiridos para que sejam instaurados processos administrativos individuais e reembolso do valor pago por meio de audiência de conciliação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.