Processo eleitoral pode ser mais prejudicial para Aparecida de Goiânia

Prestes a assumir prefeitura, Vilmar Mariano terá que administrar, presidir partido e fazer campanha para Gustavo

Prestes a assumir a prefeitura de Aparecida de Goiânia, em substituição a Gustavo Mendanha (sem partido), Vilmar Mariano (Podemos) terá que conciliar o governo local, presidir o partido Podemos estadual e fazer campanha para o então pré-candidato ao governo de Goiás, Gustavo Mendanha (sem partido). Questionado pelo Jornal Opção, se tem se reiterado da situação da administração municipal, ele retorquiu que acompanha tudo de perto desde 2020, quando assumiu junto com o ex-emedebista a prefeitura.

Diante de críticas cada vez mais comuns em redes sociais nas quais Gustavo Mendanha é acusado de ter abandonado a administração da cidade para fazer campanha política, tentando se viabilizar como candidato ao Palácio das Esmeraldas, o vice-prefeito foi indagado se conseguirá conciliar todas as funções – presidência do Podemos, a prefeitura e fazer a campanha para o projeto estadual de Gustavo. “Independente de ser presidente do Podemos ou deixar de ser, estarei totalmente focado nesta eleição do Gustavo. Como prefeito também quero fazer uma gestão para dar visibilidade ao Gustavo”, afirma. Na internet, as reclamações mais comuns dizem respeito a falta de asfalto ou a qualidade da pavimentação, o transporte público e, agora, também as condições de trabalho dos professores da rede municipal, que ameaçam entrar de greve.

Apesar de fazer parte do projeto atual da gestão municipal, o futuro prefeito pretende promover mudanças na gestão. “Claro que a gente tem que implantar algumas coisas. A gente vem com uma ideia. Mas a tendência é que seja a continuidade do mandato do Gustavo (Mendanha)”, frisa.

Em relação a saída de parte do secretário para concorrer às eleições deste ano, Vilmar se mostra precavido, destacando que agirá com cautela para realizar qualquer alteração nos escalões do governo. “A gente não tratou ainda do afastamento deles (secretários), até por respeito. Eles foram escolhidos e acho que é melhor esperar que eles se afastem. Ver se realmente estão com esse interesse (de sair)”, salienta.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.