Prisão não intimida deputado do PSL que publica novo vídeo com afrontas ao STF

“Não adianta tentar me calar”, diz parlamentar em vídeo gravado logo após a chegada da polícia em sua casa. E continua: “Ministro [Alexandre de Moraes], eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer”

Deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) é conduzido a superintendência da Polícia Federal / Foto: Reprodução/Internet

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso, na noite da última terça-feira, 16, após divulgar um vídeo de ataque a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Diante das ofensivas, consideradas pelo ministro Alexandre de Moraes como “gravíssimas”, Moraes resolveu expedir a ordem de prisão por flagrante delito contra o deputado.

No entanto, a prisão não foi suficiente para intimidar o parlamentar que, ao receber a polícia em sua casa, gravou um novo vídeo direcionado aos membros da Corte. Nele, Silveira dispara: “Ministro [Alexandre de Moraes], eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer”.

Em seguida, o parlamentar acrescenta que “não adianta tentar me calar”. “Eu já fui preso mais de 90 vezes na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro”, lembra.

Na gravação, o deputado diz que Polícia Federal estava, naquele momento, em sua residência e afirmou que a prisão descumpria sua “prerrogativa consitucional” de deputado federal.

“Tenha certeza, a partir daqui o jogo evoluiu um pouquinho. Eu vou dedicar cada minuto do meu mandato a mostrar quem é Alexandre de Moraes, quem é Fachin, quem é Marco Aurélio Mello, quem é Gilmar Mendes, quem é Toffoli, quem é Lewandowski, eu vou colocar um por um de vocês em seus devidos lugares. As pessoas que estão aqui me assistindo agora, eu não me importo nem um pouco, pelo meu país eu estou disposto a matar, morrer, ser preso, tanto faz, você não é capaz de me assustar”, disse na gravação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.