“Principais prioridades que elegi foram atingidas”, diz Dodge ao fim do mandato como PGR

Procuradora-geral da República será substituída pelo subprocurador Augusto Aras, cujo nome não constava na lista tríplice eleita pelos membros do MPF

Foto: Lívia Barbosa/Jornal Opção

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, emocionou-se, nesta sexta-feira, 6, ao falar sobre sua atuação no Ministério Público Federal, durante assinatura do termo de adesão ao Formulário Nacional de Risco e Proteção à Vida (Frida), na sede do MP, em Goiânia.

“Um agradecimento a todos eles, porque durante dois anos me auxiliaram muito intensamente, e eu só tenho a agradecer a todos”. A fala de Dodge diz respeito ao anúncio de seu substituto para o cargo, feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), na quinta-feira, 5.

“A expectativa dos membros do Ministério Público é de que, realmente, seja ouvida essa escolha, e eu tenho a desejar ao meu sucessor muito êxito no trabalho que ele fará, e torço para que tudo flua muito bem”, declarou.

O subprocurador Augusto Aras assumirá a Procuradoria-Geral da República assim que Raquel deixar o cargo, no próximo dia 17. “Considero que as principais prioridades que elegi foram atingidas, o projeto Frida, por exemplo. O trabalho de proteção ambiental também é muito importante. Ontem fizemos uma destinação de R$ 1 bilhão para a floresta amazônica, e R$ 1,6 bilhão foi destinado a ações na área de educação”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.