Primeira prestação de contas do ano expõe oposição enfraquecida na Câmara de Goiânia

Maioria dos vereadores utilizaram direito à fala para manifestar apoio a Iris Rezende (MDB)

A prestação de contas do primeiro quadrimestre de 2019 mostrou um cenário diferente da última visita do prefeito Iris Rezende à Câmara. O clima entre os parlamentares e o prefeito foi amistoso, com várias falas sem questionamentos sobre as finanças e uma série de elogios ao gestor.

O vereador Clécio Alves usou sua fala para pedir que Iris seja candidato à reeleição e chegou a pedir que o ocupe a vaga de vice-prefeito para ser parceiro do emedebista. Clécio também usou seu tempo de fala para criticar o Major Araújo que, segundo ele, abandonou o prefeito na primeira oportunidade.

Vereadores como Paulo Magalhães (PSD) e Carlin Café (Cidadania) também utilizaram a fala para manifestar apoio ao prefeito.

A vereadora Dra. Cristina por sua vez, fez questionamentos duros ao prefeito sobre a contratação da Vivver Sistemas sem licitação e sobre a data base. No entanto o prefeito não deu respostas concretas aos questionamentos.

Iris disse que ficou sensibilizado com as perguntas da vereadora e que sofre por nunca passar uma noite sem pesadelo por não conseguir esquecer os problemas da cidade enquanto descansa. “Nós fizemos tudo dentro da legislação”, disse o prefeito. Ele falou ainda que a data base leva em conta o índice de Goiânia e não o Nacional.

Os vereadores Lucas Kitão (PSL) e Sabrina Garcêz (PTB) também questionaram o prefeito a respeito da necessidade e dos detalhes do empréstimo no valor de R$ 780 milhões para investimentos em obras de infraestrutura.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.