Primeira etapa de testes da Câmara de Goiânia identifica 17 casos ativos de Covid-19

Outros 18 exames apontaram anticorpos para a infecção, ou seja, casos que já tiveram a doença, estão curados e não transmitem mais o vírus

A primeira etapa de testagem da Covid-19 realizada pela Câmara de Goiânia, realizada na última sexta-feira, 5, diagnosticou 17 casos de infecção (anticorpos da classe IgM) ativa para o novo coronavírus. Em outros 18 exames, o teste sorológico quantitativo apontou a presença de anticorpos da subclasse IgG, ou seja, casos considerados curados e que não transmitem mais a doença.

A Casa Legislativa conta com 1097 servidores em seu quadro fixo, e outros 100 colaboradores terceirizados. Deste total, apenas 234 foram testados até o momento, o que indica uma alta taxa de contaminação caso essa média se repita ao longo da testagem que irá abranger todos os trabalhadores.

O Pro-Life Laboratório de Análises Clínicas, contratado pela Câmara de Goiânia para a realização dos testes, fez, na primeira etapa, os exames de 234 servidores, estagiários e terceirizados, na sexta-feira. Somados, os testes positivos ativos (17 anticorpos da classe IgM) e positivos com anticorpos (classe IgG), representam 13% (35 casos) do total de pessoas testadas. Os testes prosseguem nesta segunda, 8, por grupos de servidores para evitar aglomerações, e se encerram na próxima segunda-feira, 15.

O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) do Legislativo determinou o imediato isolamento de todos os 35 funcionários e a realização de novo teste sorológico quantitativo, que também será aplicado pela Câmara de Goiânia, em 7 dias (próxima segunda-feira, dia 15). Eles receberam atestado médico de 10 dias.

Por determinação do presidente da Câmara de Goiânia, vereador Romário Policarpo (Patriota), com anuência de todos os vereadores, o Legislativo começou nesta sexta-feira, 5, a realizar os exames de detecção da Covid-19 entre servidores, estagiários e terceirizados. O laboratório responsável pela testagem instalou um posto de testagem na sede do Poder Legislativo, no Setor Norte Ferroviário, onde está sendo feita a coleta do sangue dos funcionários.

O teste aplicado é o Exame de Sorologia Quantitativo, com até 99,7% de sensibilidade. Segundo a biomédica do laboratório contratado pela Câmara de Goiânia, Nagêt Mohamad Tayfour, o exame detecta a existência dos anticorpos IgM (infecção na fase ativa) e IgG (infecção na fase tardia/cura) no sangue – ou seja, demonstra se o paciente está infectado ou já teve a doença (está imune).

Para evitar aglomerações e garantir o distanciamento social, os testes estão sendo realizados em três etapas, das 7h30 às 12h e das 14h às 16h. Nesta sexta-feira, fazem os testes os servidores, estagiários e terceirizados que estão em regime presencial de trabalho, além dos vereadores. De segunda a quarta-feira da semana que vem serão submetidos aos exames os servidores dos gabinetes, que estão em home office. A partir do 15, os testes estarão disponíveis para os demais funcionários de diretorias e comissões que também estejam em atividades remotas.

O laboratório que venceu o certame público de contratação dos testes foi o Pro-Life Laboratório de Análises Clínicas. O processo de aquisição prevê a realização de até 1.500 (hum mil e quinhentos) testes, conforma a demanda. O custo total, em caso de uso de todos os testes, será de R$ 352,5 mil reais, o equivalente a R$ 235,00 por exame.

O Legislativo decidiu fazer os testes após uma servidora ter testado positivo para o novo coronavírus. O marido da funcionária morreu após contrair a doença. “Somente com a testagem de todos os servidores é que teremos condições de definir, de forma confiável e segura, os procedimentos para a retomada gradual das atividades do Legislativo”, afirma o presidente Romário Policarpo.

“Os testes permitirão ainda que as famílias dos eventuais servidores com Covid-19 também possam se submeter aos testes”, diz Policarpo. “A testagem na Câmara ajudará a reduzir o índice de contágio na capital, uma vez que os eventuais positivos ficarão em isolamento”, afirma o presidente da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.